Postagem em destaque

ADURN, PROIFES e sindicatos federados se mobilizam para 'ocupar' Brasília contra reformas de Temer

Com o objetivo de barrar a tramitação das contrarreformas Trabalhista e Previdenciária, as frentes Brasil Popular e Povo sem Medo, cent...

segunda-feira, 22 de maio de 2017

DIA 24 DE MAIO EM BRASÍLIA ENTIDADES SINDICAIS SE UNEM NA DEFESA DOS DIREITOS ADQUIRIDOS E FORA TEMER!!!


A Luta e Resistência Negra por DIRETAS JÁ!

Fonte:UNEGRORJ\fotos net
"Com inflação, taxa de desemprego e dívida externa nas alturas, o período era de enfraquecimento do Regime Militar. João Figueiredo seria o último militar no poder no Brasil."  

Diretas Já - Brasil, 1984

O movimento Diretas Já foi uma manifestação que reivindicava a volta das eleições presidenciais diretas no Brasil, e ocorreu entre 1983 e 1984, com o país há mais de 30 anos vivendo sob o regime militar. Dezenas de protestos aconteceram com a bandeira das Diretas Já, mais foi a manifestação realizada em 16 de abril, no Vale do Anhangabaú, centro de São Paulo, que entrou para a história. Cerca de 1.500.000 participaram do protesto pedindo a volta do regime democrático ao país. Até hoje, essa é considerada a maior manifestação popular da história do Brasil. Os resultados da pressão popular vieram poucos anos depois, com a aprovação de uma nova Constituição, em 1988, e eleições diretas para presidente em 1989. Na época importantes nomes da política nacional, como Tancredo Neves( que se estivesse vive coitado...), Luiz Inácio Lula da Silva e Fernando Henrique Cardoso. 

-O poder civil é reestaurado em 1985 e a nova Constituição Federal passa a valer em 1988. A emenda que aprovaria a eleição direta não foi aprovada em 1985, mas Tancredo Neves, que apoiava o movimento, foi venceu as eleições indiretas daquele ano. A primeira eleição direta para presidente, em 1989, elegeu Fernando Collor exatamente por isto precisamos ter cuidado...

HOJE UM ANO DEPOIS DO GOLPE A CASA CAIU- O governo Temer fez com que muitas pessoas adoecessem psicologicamente: aumento do desemprego, repressão aos movimentos sociais e pouca esperança para o futuro. É preciso que a esquerda se atualize, 
saia do lugar comum, se reinventem a partir das novas experiências. As organizações tradicionais passam por tensionamentos com relação aos métodos utilizados, e a questão fundamental é a seguinte: em um cenário pós-golpe, ou nos reinventamos, ou seremos enterrados pelas velhas estruturas. Em face de uma fragmentação crescente, é importante construir novas metodologias que unifiquem as pessoas a partir de valores, opiniões e perspectivas de futuro. A juventude negra durante um bom tempo afirma que a reinvenção necessariamente perpassa pelo empoderamento político da população negra, solidariedade e atualização de um projeto de país efetivamente democrático, participativo e inclusivo.

Temer e Aécio foram flagrados!Temer foi acusado pela PGR (Procuradoria-Geral da República) de tentativa de obstrução à Justiça graças ao conteúdo de delações do grupo JBS. Segundo a PGR, o peemedebista teria agido em coordenação com o senador Aécio Neves

Se liga:"Agora existem provas de que Temer, baseado em atos de corrupção, comprou silêncios com uma série de negociatas. Ele perdeu as condições políticas de continuar, precisa cair..." 
Diante da gravidade do quadro e com a responsabilidade de não deixarmos o Brasil mergulhar no imponderável, só nos resta a renúncia do presidente Michel Temer e a mudança na Constituição.

É preciso aprovar a antecipação das eleições presidencial e do Congresso Nacional!

Os movimentos sociais negros-  A atual conjuntura política do país tem sido marcada por grandes e duros ataques aos direitos dos que lutam pelo pão de cada dia. O Congresso Nacional, o Governo Federal e a elite brasileira lutam para aprovar medidas que retirem os direitos historicamente conquistados pelos movimentos sociais do país.
Nos mais variados aspectos, a população negra enfrenta o racismo institucional que estrutura a sociedade. Do nascer ao morrer, somos violentados e sofremos bastante ao longo da vida, na garantia de acesso à saúde, à educação, à terra. Há dificuldades nos mais variados aspectos da vida, com a enorme desvantagem de ser o alvo preferencial da violência do Estado.É um conjunto de fatores que a gente vivencia que são frutos da escravidão e do racismo.

Diante do acirramento da luta de classes e do recrudescimento do Racismo, é fundamental 
construirmos cada vez mais vínculos de solidariedade entre as diversas forças do movimentos sociais  na batalha aos nossos reais inimigos: O Racismo e o Capitalismo  selvagem que visa o lucro de poucos com o trabalho de muitos, aumentar a idade para aposentadoria sem aumentar a expectativa das mulheres negras que estão ainda a baixo de todas as piramides sociais  é determinar que uma parcela importante da sociedade trabalha sem carteira assinada,recebe menos que um salario minimo , expectativa de vida de menos de 62 anos , morra e vivem sem ter o direito de ter direitos...

Resistência- O período de tantos ataques exige ainda mais resistência de um povo que não só vive, mas resiste. As centrais sindicais e os movimentos sociais estão unidos no "FORA TEMER E DIRETAS JÁ DEPOIS DAS ÚLTIMOS ESCANDA-LOS"

A UNEGRO no Rio de Janeiro e em um país no qual falar de classe trabalhadora ,estudantes e homens e mulheres é falar sobre a vida de negros e negras e não negr@s porque essa é uma luta pela vida e pelo futuro do nosso povo, o que faz com que devamos 

fortalecer as paralisações nos locais de trabalho, estudo, e participar das manifestações que estão sendo organizadas em cada cidade.

Vamos, juntas, organizar a luta e a resistência em nossos bairros!

REBELE-SE E VENHA PRA LUTA E PRA RUA VOCÊ TAMBÉM!

Um afro abraço.

Claudia Vitalino.
Fonte:UNEGRORJ\fotos net

domingo, 21 de maio de 2017

II DIA DA VIRADA CULTURAL PAULISTA!

 QFC "Batalhas Improvisadas" - Viaduto do Chá - Prefeitura de São Paulo
  QFC "Batalhas Improvisadas" - Viaduto do Chá - Prefeitura de São Paulo

  FORRÓ - Praça do Patriarca - Centro
 Violão e Voz - Largo do Café

 HIP HOP - São Bento
 Praça Pedro Lessa - Esperando a Cantora Roberta Miranda

 Vale do Anhangabaú - MUSICAIS
 Vale do Anhangabaú - MUSICAIS - Muito linda a apresentação

 Esquina do Samba - Avenidas Ipiranga e São João - Cantor Paulo Diniz e convidados

  Esquina do Samba - Avenidas Ipiranga e São João - Cantor Paulo Diniz e convidados

 Av. Ipiranga - KARAKÊ
  Protesto de Índia descendo de um guindaste  na Avenida Ipiranga - Praça da República - "Democracia Já"


 Protesto de Índia na Avenida Ipiranga - Praça da República - "Democracia Já"

 Feira de artesanato - Praça da República
  Feira de artesanato - Praça da República
  Feira de artesanato - Praça da República

 Praça da República - TONY TORNADO - SHOW DE BOLA - Levantou o astral da galera!
  Praça da República - TONY TORNADO - SHOW DE BOLA - Levantou o astral da galera!
  Praça da República - TONY TORNADO - SHOW DE BOLA - Levantou o astral da galera!

 Av. São Luis - Centro - BIG BANDS

 Av. São Luis - Centro - BIG BANDS

Encerrou-se hoje (21) a VIRADA CULTURAL paulista, com muita chuva, mas a galera chegou em alguns pontos com a Praça da Republica e Avenida São João. São artistas espetaculares! Que mostram com muito carinho o profissionalismo que os mesmo com a cultura brasileira. Merecem aplausos do povo brasileiro e em especial os paulistanos.

Todas as apresentações foram fantásticas! A população teve mais uma oportunidade ver, sentir e amar uma boa mucica, uma comédia, enfim tomar conhecimento como é rica a CULTURA BRASILEIRA!

Parabéns a todos os artistas paulistanos!

Eduardo Vasconcelos
Presidente do CPC/RN


A luta e resistência da população negra por DIRETAS JÁ!


"Com inflação, taxa de desemprego e dívida externa nas alturas, o período era de enfraquecimento do Regime Militar. João Figueiredo seria o último militar no poder no Brasil."  

Diretas Já - Brasil, 1984

O movimento Diretas Já foi uma manifestação que reivindicava a volta das eleições presidenciais diretas no Brasil, e ocorreu entre 1983 e 1984, com o país há mais de 30 anos vivendo sob o regime militar. Dezenas de protestos aconteceram com a bandeira das Diretas Já, mais foi a manifestação realizada em 16 de abril, no Vale do Anhangabaú, centro de São Paulo, que entrou para a história. Cerca de 1.500.000 participaram do protesto pedindo a volta do regime democrático ao país. Até hoje, essa é considerada a maior manifestação popular da história do Brasil. Os resultados da pressão popular vieram poucos anos depois, com a aprovação de uma nova Constituição, em 1988, e eleições diretas para presidente em 1989. Na época importantes nomes da política nacional, como Tancredo Neves( que se estivesse vive coitado...), Luiz Inácio Lula da Silva e Fernando Henrique Cardoso. 

-O poder civil é reestaurado em 1985 e a nova Constituição Federal passa a valer em 1988. A emenda que aprovaria a eleição direta não foi aprovada em 1985, mas Tancredo Neves, que apoiava o movimento, foi venceu as eleições indiretas daquele ano. A primeira eleição direta para presidente, em 1989, elegeu Fernando Collor exatamente por isto precisamos ter cuidado...


HOJE UM ANO DEPOIS DO GOLPE A CASA CAIU- O governo Temer fez com que muitas pessoas adoecessem psicologicamente: aumento do desemprego, repressão aos movimentos sociais e pouca esperança para o futuro. É preciso que a esquerda se atualize,

saia do lugar comum, se reinventem a partir das novas experiências. As organizações tradicionais passam por tensionamentos com relação aos métodos utilizados, e a questão fundamental é a seguinte: em um cenário pós-golpe, ou nos reinventamos, ou seremos enterrados pelas velhas estruturas. Em face de uma fragmentação crescente, é importante construir novas metodologias que unifiquem as pessoas a partir de valores, opiniões e perspectivas de futuro. A juventude negra durante um bom tempo afirma que a reinvenção necessariamente perpassa pelo empoderamento político da população negra, solidariedade e atualização de um projeto de país efetivamente democrático, participativo e inclusivo.

Temer e Aécio foram flagrados!Temer foi acusado pela PGR (Procuradoria-Geral da República) de tentativa de obstrução à Justiça graças ao conteúdo de delações do grupo JBS. Segundo a PGR, o peemedebista teria agido em coordenação com o senador Aécio Neves.

Se liga:"Agora existem provas de que Temer, baseado em atos de corrupção, comprou silêncios com uma série de negociatas. Ele perdeu as condições políticas de continuar, precisa cair..." 
Diante da gravidade do quadro e com a responsabilidade de não deixarmos o Brasil mergulhar no imponderável, só nos resta a renúncia do presidente Michel Temer e a mudança na Constituição.

É preciso aprovar a antecipação das eleições presidencial e do Congresso Nacional!

Os movimentos sociais negros-  A atual conjuntura política do país tem sido marcada por grandes e duros ataques aos direitos dos que lutam pelo pão de cada dia. O Congresso Nacional, o Governo Federal e a elite brasileira lutam para aprovar medidas que retirem os direitos historicamente conquistados pelos movimentos sociais do país.

Nos mais variados aspectos, a população negra enfrenta o racismo institucional que estrutura a sociedade. Do nascer ao morrer, somos violentados e sofremos bastante ao longo da vida, na garantia de acesso à saúde, à educação, à terra. Há dificuldades nos mais variados aspectos da vida, com a enorme desvantagem de ser o alvo preferencial da violência do Estado.É um conjunto de fatores que a gente vivencia que são frutos da escravidão e do racismo.

Diante do acirramento da luta de classes e do recrudescimento do Racismo, é fundamental

construirmos cada vez mais vínculos de solidariedade entre as diversas forças do movimentos sociais  na batalha aos nossos reais inimigos: O Racismo e o Capitalismo  selvagem que visa o lucro de poucos com o trabalho de muitos, aumentar a idade para aposentadoria sem aumentar a expectativa das mulheres negras que estão ainda a baixo de todas as piramides sociais  é determinar que uma parcela importante da sociedade trabalha sem carteira assinada,recebe menos que um salario minimo , expectativa de vida de menos de 62 anos , morra e vivem sem ter o direito de ter direitos...


Resistência- O período de tantos ataques exige ainda mais resistência de um povo que não só vive, mas resiste. As centrais sindicais e os movimentos sociais estão unidos no "FORA TEMER E DIRETAS JÁ DEPOIS DAS ÚLTIMOS ESCANDA-LOS"

A UNEGRO no Rio de Janeiro e em um país no qual falar de classe trabalhadora ,estudantes e homens e mulheres é falar sobre a vida de negros e negras e não negr@s porque essa é uma luta pela vida e pelo futuro do nosso povo, o que faz com que devamos

fortalecer as paralisações nos locais de trabalho, estudo, e participar das manifestações que estão sendo organizadas em cada cidade.

Vamos, juntas, organizar a luta e a resistência em nossos bairros!


REBELE-SE E VENHA PRA LUTA E PRA RUA VOCÊ TAMBÉM!

Um afro abraço.
Claudia Vitalino.

Fonte:UNEGRORJ\fotos net

sábado, 20 de maio de 2017

EDUARDO VASCONCELOS – PRESIDENTE DO CPC/RN PARTICIPA DA VIRADA CULTURAL! 20 E 21 DE MAIO, EM SÃO PAULO, CONFIRAM

 Banda de Rock: FINGER FINGERR





 Banda de Rock: FINGER FINGERR

No Largo do Arouche apresentação da belíssima Banda de JAZZ VIRUUMM 

  Na Praça da República apresentação do Cantor e banda: Di Melo – Imorrivel


 Milhares de pessoas curtindo Di Melo – Imorrivel
 

Enfim chegou a hora de curtir a Virada Cultural.
A Virada Cultural é um momento de celebração da diversidade e de promoção da ocupação dos espaços públicos por meio da arte. Trata-se de um dos maiores eventos do calendário cultural da cidade de São Paulo. Organizadores (Prefeitura de São Paulo).

São 33 pontos espalhado pelo centro de SP, todos com palco e grandes shows!
O presidente do Centro Potiguar de Cultura – CPC/RN teve a oportunidade de presenciar, observar as diversidades na maior capital do País e principalmente ver de perto e sentir a mistura musical, como o rock, forró, jazz, Hip-Hop, reggae, além de comédias, circo, teatro, filmes, entre outros/as.

Para Eduardo Vasconcelos é um momento ímpar! Claro que não dá para ir aos 33 lugares ao mesmo tempo, mas consegui ir a 3 eventos.  Um na Rua 7 de setembro – centro, assisti a apresentação da banda de rock: FINGER FINGERR, por sinal muito boa! Em seguida fui a Largo do Arouche, assistir a apresentação da banda de jazz: VIRUUMM, ótima banda, show de bola! E por último fui a Praça da República, que literalmente estava completamente tomada pelos fãs do I SOUL FUNK! Assisti Di Melo – Imorrivel , espetacular, sempre aplaudido pela galera que tomava conta da praça! Uma experiência a mais na minha vida!” – Concluiu Eduardo Vasconcelos.  Lembrando que amanhã tem mais!

Uma oportunidade para os artistas da terra demostrar seus talentos e suas diversidades.
Amanhã tem mais, mas tem também ato público, FORA TEMER! E ELEIÇÕES DIRETAS JÁ! Ás 15 horas no MASP.