Postagem em destaque

PRESIDENTE DO CPC/RN REUNIU-SE COM AS/OS CANTORES/AS JULIANA GOMES E DIEGO RAMOS - ASSUNTO: GRAVAÇÃO DE UM FUTURO CD!

Eduardo Vasconcelos - centro, entre os/as cantores/as, Juliana Gomes e Diego Ramos Hoje (17) a tarde no alpendre da Casa de Cultura &...

terça-feira, 22 de agosto de 2017

Expansão Universitária no Campus de Nova Cruz (Diálogo Plural - Íntegra ...

22 de agosto, Dia do Folclore Nacional


Jornal GGN - É entre lendas, brincadeiras, crenças, danças, músicas e literatura que se comemora o Dia do Folclore Nacional, no 22 de agosto. A mescla de costumes, que dá cor e sabor à cultura popular brasileira, passou a ser comemorada em 1965, quando o Congresso Nacional Brasileiro oficializou a data, viabilizando a passagem folclórica entre as gerações.
Saci-pererê, Iara, Mula sem Cabeça, Lobisomem, Curupira, Boto e Boitatá, encantam um universo de contos que fazem a cabeça da garotada. Na literatura, os cordéis evidenciam a linguagem folclórica, além das adivinhações, provérbios, piadas, trava-línguas e parlendas.
O Folclore Brasileiro é celebrado nas danças e nas músicas, ao ritmo do maracatu, do baião, do frevo, do samba e da catira. E todas essas manifestações culturais não cabem só no dia 22 de agosto, mas também na alegria do carnaval, na folia de reis e nas festas juninas.
“Folclore é a Cultura do Popular, tornada normativa pela tradição”, dizia Luís da Câmara Cascudo, um dos principais folclorista brasileiros.

V Seminário Unificado de Imprensa Sindical será em Brasília-DF

 As inscrições encerram no dia 26 de agosto.
Brasília-DF vai sediar a quinta edição do Seminário Unificado de Imprensa Sindical, nos dias 14 e 15 de setembro. O evento organizado por entidades que compõem o Fórum Unificado de Comunicação Sindical será realizado em parceria com o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Distrito Federal (SJDF), no Hotel Brasília Imperial.
A capital federal recebe pela primeira vez o seminário nacional que concentrou as primeiras edições no sul do país. O SJDF trouxe o evento para a região central do país, possibilitando alcançar o maior número de participantes.
Público-alvo
Diretores de sindicatos, profissionais da imprensa, estudantes e demais interessados em fazer a disputa de hegemonia via comunicação sindical podem participar.
Será um importante espaço para debates e troca de ideias, tão fundamental diante dos desafios que vive hoje a imprensa sindical. O evento conta com representantes de diversos estados brasileiros e palestrantes de referência nacional, promovendo o debate e ações importantes sobre o assunto.
O V Seminário Unificado de Imprensa Sindical é um importante espaço de formação para jornalistas, dirigentes sindicais e estudantes de comunicação.
Inscrições
As inscrições para o Seminário, que darão direito a almoço, foram fixadas em R$ 250,00 para dirigentes e jornalistas e R$ 125,00 para estudantes. A inscrição vai até o dia 26 de agosto e pode ser feita aqui: https://goo.gl/cEfTYm
Serviço
V Seminário Unificado de Imprensa Sindical
Data: 14,15 e16 de setembro de 2017
Local: Hotel Brasília Imperial

FASUBRA

Dia do Folclore: 22 de Agosto

folclorebrasilcultura1
A palavra Folclore, segundo o dicionário significa conjunto das tradições, conhecimentos ou crenças populares expressas em provérbios, contos ou cançõesÉ um conjunto de mitos e lendas que as pessoas passam de geração para geração. Muitos nascem da imaginação das pessoas, principalmente moradores das regiões do interior do Brasil. Muitas dessas histórias foram criadas para passar mensagens importantes ou apenas assustar as pessoas. O folclore pode ser dividido em lendas e mitos. Alguns deles deram origem à festas populares, que ocorrem pelos quatro cantos do país.
Lendas
São histórias contadas por pessoas e transmitidas oralmente através dos tempos. Misturam fatos reais e históricos com acontecimentos que são frutos da fantasia. As lendas procuraram dar explicação a acontecimentos misteriosos ou sobrenaturais.
Mitos

São narrativas que possuem um forte componente simbólico. Como os povos da antiguidade não conseguiam explicar alguns fenômenos da natureza, criavam mitos com este objetivo: dar sentido às coisas do mundo. Os mitos também serviram como uma forma de passar conhecimentos, alertar as pessoas sobre alguns perigos, defeitos ou qualidades dos seres humanos. Deuses, heróis e personagens sobrenaturais se misturam com fatos da realidade para dar sentido à vida e ao mundo.
Proteção Jurídica
Que existe uma proteção jurídica para o folclore? Está na Constituição Federal:
Art. 215. “O Estado garantirá a todos o pleno exercício dos direitos culturais e acesso às fontes da cultura nacional e apoiará e incentivará a valorização e difusão das manifestações culturais.”

A importância do Estudo do Folclore
O Estudo do folclore é o estudo da alma de um país, é o estudo do modo de ser da gente, do povo, das suas maneiras de pensar, de agir e sentir. É a mentalidade de um povo. É a lição que nos vem sendo transmitida através das gerações.
Se não conhecemos a mentalidade de um povo, não conheceremos os efeitos de uma vida futura. A sementeira só germinará se anteriormente o terreno for estudado, conhecido e preparado.
O Folclore na Escola
O folclore não está desvinculado do cotidiano do aluno, desde que o professor esteja atento ao fato de que o folclore é a origem de tudo o que a cultura humana vem construindo e sofisticando através dos séculos.
Na sala de aula pode estar presente em várias disciplinas, embora sua maior aplicação esteja no setor de linguagem oral e escrita, com a amplitude dos contos. A criança é conduzida a um mundo de fantasias. O conto é um veículo educativo, usado nas mais antigas civilizações. Os provérbios, que representam a condensação da sabedoria, as adivinhas, que são testes de conhecimentos, as parlendas, os jogos, os brinquedos que estimulam as relações sociais e reafirmam a unidade do grupo.
Na História do Brasil, na Geografia e nas Ciências, as lendas relativas à escravidão, mineração, bandeiras, os heróis brasileiros, e os ambientes que viveram, as serras, lagoas, cada um com seus mitos.
Em Matemática, inúmeras fórmulas e outras contribuições em parlendas, poesias e jogos.

Em Artes, enfatizam-se os trabalhos manuais, artesanatos, uso do material local, música, melodia, instrumentos.
O aproveitamento do folclore no Ensino Fundamental é das mais válidas contribuições, pela intenção formativa e pelo caráter de nacionalidade que imprime.
O
Congresso Nacional Brasileiro, oficializou em 1965 que todo dia 22 de agosto
seria destinado à  comemoração do folclore brasileiro. Foi criado assim o Dia do
Folclore Nacional. Foi uma forma de valorizar as histórias e personagens do
folclore brasileiro. Desta forma, a cultura popular ganhou mais importância no
mundo cultural brasileiro e mais uma forma de ser preservada. O dia 22 de agosto
é importante também, pois possibilita a passagem da cultura folclórica nacional
de geração para geração.

Comemoração
O Dia 22 de agosto é marcado por várias comemorações em todo território nacional.
Nas escolas e centrou culturais são realizadas atividades diversas cujo objetivo
principal é passar a diante a riqueza cultural de nosso folclore. Os jovens
fazem pesquisas, trabalhos e apresentações, destacando os contos folclóricos e
seus principais personagens. É o momento de contarmos e ouvirmos as histórias do
Saci-Pererê, Mula-sem-cabeça, Curupira, Boto, Boitatá, etc