Postagem em destaque

CPC/RN PROMOVE DIA 11/12/2019 SUA III NOITE DAS HOMENAGENS NA CÂMARA DOS VEREADORES DE NOVA CRUZ/RN - CONFIRA!

Centro Potiguar de Cultura - CPC/RN - 2009/2019 " "Dandara", simbolo de luta em favor da LIBERTAÇÃO da população NEGRA!&...

sexta-feira, 4 de maio de 2018

Racismo: ninguém está a salvo

unnamed

Em mais uma denúncia de caso de racismo que vem acontecendo em consequência do grande avanço da extrema direita, desta vez se destaca a atleta olímpica, judoca, Rafaela Silva, que denunciou recentemente a ação fascista disseminada pela Polícia Militar quando se trata da abordagem de pessoas negras.
O caso ocorreu em fevereiro, quando a mesma estava a caminho de Jacarepaguá saindo do aeroporto Tom Jobim onde pegou um táxi rumo a sua casa na Zona Oeste do Rio. Justamente neste momento, Rafaela Silva, foi abordada de maneira truculenta por agentes, onde repetiam “desce, desce” mandando a atleta descer do veículo. Essa é a primeira reação da polícia quando se trata da população negra: sua repressão imediata.
Isso somente tem demonstrado qual o verdadeiro propósito dos órgãos repressivos, e que em nenhum momento verdadeiramente estão do lado da população, aqui em especial do povo negro. Essa é a maneira tal qual opera essas organizações.
Por isso, é preciso ter claro que não será por essa via que irá ser combatido o racismo, sendo ela a via institucional e ou judiciária. A luta contra a repressão do povo negro, será feita diante de sua própria organização contra todos ataques, sendo essa a verdadeira ferramenta de luta em defesa da população negra.
Fonte: https://www.causaoperaria.org.br/negros/

4 de maio de 1945: Alemanha se rende na 2ª Guerra Mundial

PA-2508890

A pequena cidade de Lüneburg Heath, na região Norte da Alemanha, ficou famosa por ter sido palco de um dos acordos de guerra mais importantes da história: a rendição dos nazistas na 2ª Guerra Mundial.
Durante a guerra, a cidade esteve sob o domínio da Grã-Bretanha do dia 18 de abril ao dia 4 de maio de 1945, quando os nazistas finalmente aceitaram se render e, então, retirar suas tropas militares de toda a Holanda, Dinamarca, incluindo ilhas, mares e céus correlatos.
O episódio foi um marco na vitória das Potências Aliadas no eixo ocidental da Europa, sob o comando dos Estados Unidos, Reino Unido e União Soviética
Fonte: https://www.causaoperaria.org.br/diarias/4-de-maio-de-1945-alemanha-se-rende-na-2a-guerra-mundial/

COMUNIDADE DE QUILOMBOLA LOCALIZADA EM LUIS GOMES/RN É FINALMENTE RECONHECIDA PELO GOVERNO FEDERAL! Fundação Cultural Palmares certifica comunidades quilombolas em nove Estados


Fundação Cultural Palmares (FCP), vinculada ao Ministério da Cultura, concluiu a certificação de mais de 30 novas comunidades quilombolas localizadas em nove Estados brasileiros. A certificação dessas terras (todas já publicadas no Diário Oficial da União) marca o avanço da política de reconhecimento de comunidades remanescentes de quilombos em todo o País. A certificação das comunidades pela Fundação Palmares é o primeiro passo para o início do processo de titulação da terra, que deve ser feito junto ao Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra).
De acordo como o presidente da Fundação Palmares, Erivaldo Oliveira, essas decisões representam o aperfeiçoamento da política de reconhecimento de áreas quilombolas. “A certificação é a certidão de nascimento de uma comunidade quilombola, a partir da qual uma comunidade se constitui efetivamente, com direitos garantidos por Lei. Desde que assumi a Palmares, trabalhei no sentido de tornar o processo de certificação mais criterioso”, destacou.
Anteriormente, as certificações eram feitas de uma forma totalmente diferente da atual, explica Oliveira. Agora, há um processo mais cuidadoso. “Hoje todas as áreas certificadas são submetidas a um estudo histórico, com análise dos técnicos da Fundação Palmares no local. Somente ocorre após o georreferenciamento da comunidade, a identificação da vocação econômica, de religião, das manifestações culturais e de um diagnóstico completo para verificar a situação socioeconômica. A partir desse estudo podemos elaborar políticas públicas que atendam diretamente as necessidades dos quilombolas”, disse.
No ano passado foram certificadas 137 comunidades quilombolas. A expectativa da Palmares, entretanto, é ampliar esse número de certificações. “Até o momento temos mais de 3 mil comunidades quilombolas reivindicando o direito de ter suas terras reconhecidas. Estamos realizando uma força-tarefa para certificar o maior número possível de áreas”, ressaltou.
Comunidades
Foram quatro portarias de certificações de terras referentes a comunidades da Bahia (Saco Grande de Tixinha; Entre Morro; Chapadinha, Duas Barras e Baixa Funda; Lagoa do Timbó), uma no Ceará (Boqueirãozinho) e 18 no Maranhão (São Lourenço; João Ganga; Cajá; Cascavel; Jacu; Santo Antônio e São Felipe; Comunidade Rumo e Pedra; Azeitão; Outeiro de Paulo Macaco, Mata de Olímpio e São José; Conserva, Oiteiro dos Régios e Satuba; Buritizal; Bom Lugar, Florença, Triunfo, Ilha Do Meio e Macajubal; Baixa Grande e Euzébio Grande; Pascoal; Aningas, Sapucaia e Jutaí; Enseada Freitas; Juçara e Pontal de Areia).
No Piauí, houve uma certificação (Mourões), uma no Rio Grande do Norte (Lagoa do Mato e Coati) e uma em Sergipe (Lagoa Grande). Em Minas Gerais, foram quatro certificações (Giral, dos Nogueira; Quilombo e Águas Claras). No Pará houve uma certificação (comunidade de Calados). No Rio Grande do Sul, uma comunidade recebeu certificação (Gonçalves da Silva).
Certificações
A certificação das comunidades pela Fundação Palmares é o primeiro passo para que elas iniciem o processo de titulação da terra, que deve ser feito junto ao Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). Cabe à Palmares somente expedir a certidão de autodefinição das comunidades como remanescentes de quilombo e inscrevê-las em um cadastro geral.
Os territórios titulados como quilombolas não podem ser desmembrados nem vendidos, sendo reservados exclusivamente às comunidades.
Como solicitar a certificação
1. A comunidade deve possuir uma associação legalmente constituída e apresentar uma ata de reunião convocada para a autodefinição, aprovada pela maioria dos moradores, acompanhada de lista de presença devidamente assinada.
2. Nos locais onde não existe associação, a comunidade deve convocar uma assembleia para deliberar sobre o assunto autodefinição, aprovada pela maioria de seus membros, acompanhada de lista de presença;
3. Enviar esta documentação à Fundação Palmares, juntamente com fotos, documentos, estudos e reportagens que atestem a história da comunidade e de suas manifestações culturais;
4. Apresentação de relato sintético da história;
5. Solicitar ao presidente da Fundação Palmares a emissão da certidão de autodefinição.

 Fotos Google
(Lagoa do Mato e Coati)
Obs. "A Comunidade dos QUILOMBOLAS de Lagoa do Mato e Coati fica localizada no município de Luis Gomes no Alto Oeste do Estado do Rio Grande do Norte." - Eduardo Vasconcelos - Presidente do Centro Potiguar de Cultura - CPC/RN.
Fonte: BRASIL CULTURA
Adaptado pelo CPC/RN (04/05/2018).

SINDICATO NACIONAL DOS DOCENTES DAS INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR INFORMANDES ONLINE de N° 519


Trabalhadores pagarão parte do rombo de R$ 27,7 bilhões do fundo de pensão Petros.

A Petrobras e os participantes do maior plano de pensão da estatal terão que pagar R$ 27,7 bilhões para cobrir os déficits acumulados entre os anos de 2013 a 2015. O Petros é um fundo de previdência complementar fundado pela Petrobras em 1970 e que conta com 77 mil participantes, entre ativos e aposentados.
Belo Horizonte recebe Encontro Regional Leste do ANDES-SN
A cidade Belo Horizonte (MG), recebe, na sexta e no sábado (4 e 5 de maio), o 94º Encontro Regional Leste do ANDES-SN. Na sexta o encontro será na Escola Guignard, da Universidade Estadual de Minas Gerais (UEMG) e no sábado na sede da Regional Leste, no centro da capital mineira.
Presidente do ANDES-SN debate orçamento das universidades na TV Brasil.

Eblin Farage, presidente do ANDES-SN, participou do programa Diálogo Brasil, da TV Brasil, para debater a crise de financiamento das universidades brasileiras. O programa foi ao ar no dia 30 de abril e também contou com a participação do doutor em educação Erasto Fortes.
Nota de repúdio ao ataque ao acampamento Marisa Letícia em Curitiba
A Diretoria Nacional do Andes-SN repudia o ataque a tiros realizado na madrugada de 28 de abril contra o acampamento Marisa Letícia, em Curitiba.
Outras Lutas
Salvador sediará o 6º Seminário da Imprensa Sindical

Entre os dias 31 de maio e 2 de junho, a cidade de Salvador (BA) será sede do 6º Seminário Unificado da Imprensa Sindical e o 4º Encontro dos Jornalistas Sindicais, atividade voltada para profissionais e estudantes de comunicação, dirigentes e militantes sindicais, com o objetivo de discutir e propor alternativas, ampliar o debate e traçar estratégias de divulgação das atividades promovidas pelo movimento sindical.
Após fortes manifestações, presidente da Nicarágua suspende reforma da Previdência;

O presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, revogou no último domingo (22), a reforma da Previdência Social no país, que, entre outras medidas, reduzia as aposentadorias em 5% e aumentava as contribuições.Leia mais

Agenda
MAIO
4 e 5 - Encontro da Regional Leste do ANDES-SN. Local: Escola Guignard (UEM/BH), Belo Horizonte (BH).

5 - Reunião Conjunta do GTPE e GTPCEGDS do ANDES-SN, na Sede do ANDES-SN, em Brasília (DF).

5 - Reunião do GTPCEGDS do ANDES-SN, na Sede do ANDES-SN, em Brasília (DF).

5 - Reunião da Comissão do Instrumento/Questionário, na Sede do ANDES-SN, em Brasília (DF).

5 - Reunião do Grupo de Trabalho de Política Educacional – GTPE do ANDES-SN, na Sede do ANDES-SN, em Brasília (DF).

9 e 10 – Eleições para a Diretoria do ANDES-SN, Biênio 2018-2020, em todo o país.

JUNHO

7 - Reunião do Grupo de Trabalho de Seguridade Social e Assuntos de Aposentadoria – GTSS/A do ANDES-SN, em Curitiba (PR)

8 a 10 - Encontro Nacional do Grupo de Trabalho de Seguridade Social e Assuntos de Aposentadoria – GTSS/A, em Curitiba (PR).

JUNHO/JULHO

28 a 01 - 63º CONAD do ANDES-SN com o tema "Por um projeto classista e democrático de educação pública: em defesa da gratuidade, autonomia e liberdade acadêmica. Fortaleza (CE).

Fonte: ANDES