Postagem em destaque

CPC/RN PROMOVE DIA 11/12/2019 SUA III NOITE DAS HOMENAGENS NA CÂMARA DOS VEREADORES DE NOVA CRUZ/RN - CONFIRA!

Centro Potiguar de Cultura - CPC/RN - 2009/2019 " "Dandara", simbolo de luta em favor da LIBERTAÇÃO da população NEGRA!&...

segunda-feira, 27 de maio de 2019

Dia 30 de Maio vai ser maior: assembleias preparam atos pelo país

Movimento estudantil está mobilizado nas universidades para organizar a resistência contra os cortes
O dia 30 de maio está chegando e os estudantes de todo o país prometem ocupar as principais ruas do Brasil para protestar novamente contra os cortes que tem afetado as universidades públicas e institutos federais.
Depois de levar quase dois milhões de estudantes nas ruas no último dia 15 a diretoria da UNE publicou uma resolução que convoca que a lute continue no dia 30 de maio. A entidade afirma que mesmo após as grandes manifestações, o governo continua com os ataques à educação. “No dia 16 Bolsonaro lançou um decreto que altera regras sobre escolha de dirigentes universitários, colocando essas indicações nas mãos do governo, o que fere diretamente a autonomia e a democracia universitária na escolha de diretores, pró-reitores, etc. No mesmo dia o presidente do INEP foi demitido, com um objetivo claro, indicar um novo nome que tenha disposição de burlar a lei de proteção de dados e acessar, de maneira ilegal, informações de milhões de estudantes para emitir Carteiras de Estudante, em uma retaliação às entidades estudantis que tem lutado com firmeza para defender a educação”, destaca o documento.
Por isso UNE, UBES e ANPG convocando paralisações e a presença nos atos do dia 30 de Maio, acumulando forças também para a luta contra a Reforma da Previdência que terá seu ápice na Greve Geral de todos trabalhadores no dia 14 de Junho.
Confira as assembleias já marcadas para organização dos atos pelo país:

*ASSEMBLEIAS EM PREPARAÇÃO PARA O 30 DE MAIO!*

1- PA, Belém. UFPA, Hall da Reitoria, 27/05, às 16h;
2- MA, São Luís. Centro de Criatividade Odylo Costa Filho, 21/05, às 18h;
3 Assembleia geral, dia 27, 17h – Auditório do IFSC campus Joinville/SC;
4 – Assembleia Geral CEFET MG, dia 21, às18h Campus 2;
5 – Assembleia Geral PUC MG, dia 21, às 18h, Teatro de Arena;
6- Assembleia Geral UFVJM MG, às 13hr, Campus 2;
7- Assembleia Geral UFSCar Sorocaba, dia 22 de Maio, às 18h30 – Pátio do ATLab (prédio roxo);
8-  Assembleia geral dos estudantes da UEMA, (MA), São Luís dia 23/05, às 15h, CCSA;
9 – PR, Foz do Iguaçu, Assembleia Geral Estudantil da UNILA, 21/05, as 17:00, quiosque central (PTI);
10- Tocantins, UFT, Campus Palmas, dia 22/05 às 17h30;
11- Assembleia geral da UFES (ES) Vitória,  24/05 no auditório da eletrotécnica do IFES Vitória às 18h;
12- UFSC – Florianópolis 28/05 – 12h – Assembleia Geral dos Estudantes;
13- UTFPR – Pato Branco. 27/05 – 12h e 19h, anfiteatro do campus 14 – IFF – Campos dos Goytacazes 27/05 – 16 h – Auditório.

Conune: Entenda o maior fórum do movimento estudantil

Eleição da diretoria, delegados e inscrições explicados passo a passo 
Entre 3 e 7 de julho será realizado em Brasília o 57º Congresso da União Nacional dos Estudantes, momento em que jovens de todos os cantos do país se reunirão para debater pautas sobre a conjuntura política, a educação e o próprio movimento estudantil. Os estudantes também vão eleger a nova diretoria da UNE e decidir coletivamente os rumos da entidade para os próximos dois anos. Neste ano, o tema escolhido ”Na sala de aula é que se muda uma nação” vai debater a fundo a situação da educação no país e sugerir propostas e enfrentamentos ao desmonte promovido pelo atual governo. E você, quer saber mais sobre o Congresso? Confira:

O CONUNE

O CONUNE, ou Congresso da UNE, é o maior e mais representativo fórum de discussão e deliberação da entidade, que é a máxima representação dos estudantes brasileiros e reúne todos os Diretórios Acadêmicos (DAs), Centros Acadêmicos (CAs), Diretórios Centrais dos Estudantes (DCEs), Uniões Estaduais dos Estudantes (UEEs), executivas de curso e outras organizações do movimento estudantil. A entidade tem como base a defesa dos interesses dos estudantes, promove campanhas específicas e também participa, historicamente, dos principais debates e lutas do país.
Durante o CONUNE, a nova diretoria da entidade é eleita. Já foram presidentes da UNE e líderes do movimento estudantil, por exemplo, figuras como Aldo Arantes, Aldo Rebelo, José Serra, Lindberg Farias, Franklin Martins, Helenira Resende, Dilma Rousseff, José Dirceu e Honestino Guimarães.

A ELEIÇÃO

O processo eleitoral do Conune é coordenado pela Comissão Nacional de Sistematização e Votação (CNSV), indicada previamente pela Comissão Nacional de Eleição, Credenciamento e Organização (CNECO). Os trabalhos e as plenárias do Congresso da UNE serão dirigidos por uma Mesa Diretora composta pela Presidenta da UNE, vice-presidenta da UNE e Secretário Geral da UNE.
A eleição é realizada de forma congressual, semelhante ao que ocorre em outras entidades como a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e a Central Única dos Trabalhadores (CUT). Os estudantes se organizam em movimentos para a elaboração de teses, que são textos debatidos e formulados nos grupos de discussão e apresentados na primeira parte da plenária final do Congresso. Nesse momento, são votadas as propostas consensuais e divergentes, além das moções. Três eixos são conduzidos nesse processo: conjuntura, movimento estudantil e educação.
Os movimentos se unificam em uma ou mais chapas na hora de cada votação.
A segunda parte da plenária final fica por conta da votação da nova diretoria, que tomará frente da entidade pelos próximos dois anos. A diretoria é composta proporcionalmente na medida exata dos votos que cada chapa obteve na votação. Ao todo, 81 diretores assumem cargos na entidade, sendo que 17 participam exclusivamente da diretoria executiva, ocupando posições como presidência, vice-presidência, secretaria geral, diretoria de comunicação ou diretoria jurídica.
Esse vídeo feito em 2013, mostra um pouco como foi a plenária final do 53º Congresso da UNE. Confira:

A ELEIÇÃO DOS DELEGADOS

Os delegados, estudantes que tem direito a voto no Conune, são eleitos na proporção de um para cada mil estudantes matriculados regularmente, segundo o Censo 2017. Existem duas modalidades para a eleição de delegados: presencial ou ensino a distância. Nas universidades que possuem um Diretório Central dos Estudantes, os DCEs devidamente cadastrados no 66º Coneg da UNE são os responsáveis por organizar o processo eleitoral. Nas universidades que não possuem DCE ou que ele está sem credenciamento, pode ser criada uma comissão de 10 estudantes. As eleições de delegados já estão rolando em diversas universidades do país.
Em 2017 acompanhamos as eleições de delegados na PUC e UNIP em São Paulo. Assista:

A ESTRUTURA DO CONGRESSO

O Congresso é estruturado em cinco eixos específicos: debates, grupos de discussão, atos políticos, passeatas e eventos culturais.
Os debates contam com a participação de figuras importantes no cenário nacional, como professores, intelectuais, pesquisadores, movimentos sociais e políticos. Os debates têm a função de expor a diversidade de ideias da sociedade sobre determinado assunto. São analisados temas como educação, economia, mulheres e negros na sociedade.
Já os grupos de discussão são espaços para os estudantes trocarem ideias e opiniões entre si e formularem suas teses para serem apresentadas durante a plenária final do Congresso.
Os atos políticos, por sua vez, são considerados um dos principais momentos do Congresso.
O Congresso é também uma grande celebração da diversidade, coroado com atividades culturais, intervenções artísticas, trocas de costumes e tradições e, claro, shows diários.
Assista aqui um resumão do que foi o 55º Congresso da UNE, realizado em 2017, que elegeu a atual diretoria da entidade:

INSCREVA-SE

No Conune, qualquer estudante interessado pode participar.  O processo de mobilização do fórum é um forte instrumento de promoção do debate com os estudantes brasileiros sobre como organizar a resistência democrática a esse governo.
Você pode fazer parte se inscrevendo no site inscricao.une.org.br. O valor da inscrição para estudantes delegados e suplentes é de R$150,00 até o dia 11/6. Do dia 12/6 ao dia 18/6 o valor será de R$175,00. Do dia 19/6 ao dia 23/6 a inscrição será de R$225,00. Delegados cotistas e prounistas terão desconto de 30% no valor do primeiro lote. Estudantes que se inscreverem como observadores pagarão R$200 até o dia 11/6 ou R$250 entre os dias 12/6 e 23/6/2019.

ABC DO CONGRESSO DA UNE

UEE – Representa os universitários de cada estado. Diretamente ligada à UNE, a UEE realiza atividades regionais, de acordo com cada realidade, assim como fortalece a pauta nacional de lutas do movimento estudantil. Realiza congressos a cada dois anos para eleger a nova diretoria e decidir os rumos da sua atuação no estado.
DCE – É a entidade que representa o conjunto dos universitários de uma determinada universidade e deve existir nas instituições de ensino que tenham mais de quatro cursos superiores. O DCE possibilita aos estudantes o debate e mobilizações relacionadas àquela instituição, seus problemas, desafios gerais ou específicos. Promove também atividades culturais e calouradas.
DA ou CA – Existe em cada curso da universidade, atendendo aos problemas gerais e desafios no seu interior. Assim como o DCE, realizam atividades de mobilização, luta por melhorias no ensino e na estrutura acadêmica, calouradas, atividades culturais e ações ligadas ao movimento nacional dos estudantes. Representam os cursos das universidades nas UEEs e na UNE.
Delegado – Figura imprescindível no Congresso da UNE. Ele é o estudante eleito pelos estudantes, através do DCE, para representar os interesses de sua universidade no encontro. A proporção de delegados é de um para cada mil estudantes. Então, se a universidade tiver 5.000 estudantes, ela tem direito de levar até cinco delegados para o Congresso.
Observador – Estudantes  independentes que vão para participar dos debates, grupos de discussões, dos eventos culturais e ainda contribuem na formulação das propostas para a construção das linhas que nortearão o movimento estudantil pelos próximos dois anos. O observador pode defender tese e até encaminhar propostas. Ele só não pode votar nem participar do processo eleitoral do Congresso da UNE.
Teses – É o conjunto de ideias que apontam caminhos para a conjuntura do movimento estudantil no geral. A tese agrega estudantes de um ou mais movimento político. Os indivíduos que participam de determinadas teses devem concordar politicamente entre si.
Chapas – O  conjunto de uma ou mais teses que se unem para eleger a diretoria da UNE e votar em determinadas propostas.

UNE

DIRETORES DE BACURAU COMENTAM IRONIA DE PRÊMIOS AO CINEMA NACIONAL EM CANNES E CORTES NO BRASIL

Os diretores Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles falaram com a imprensa internacional, após seu filme “Bacurau” vencer o Prêmio do Júri do Festival de Cannes, ressaltando a importância da conquista para o momento atual do cinema brasileiro. Eles consideraram uma grande ironia o fato de produções brasileiras saírem premiadas de Cannes, no exato momento em que o governo decide cortar seu apoio ao cinema nacional.
Embora tenha sido filmado antes da última eleição, “Bacurau” ressoa como uma obra de resistência ao governo conservador de Jair Bolsonaro, assim como o tema de “A Vida Secreta de Eurídice Gusmão”, de Karim Aïnouz, vencedor da mostra Um Certo Olhar (Un Certain Regard), principal seção paralela de Cannes.
Como era inevitável, a dupla de diretores lamentou a atual política cultural do país, que se resume a cortes financeiros e desmontagem de programas de apoio.
“Acho que este premio para ‘Bacurau’ é irônico: há um sentimento generalizado de que o cinema está sendo cortado por dentro”, , disse Mendonça na entrevista coletiva.
“Temos uma construção, as coisas demoram, vimos essa construção com politicas públicas nos últimos 15 anos, mas que agora estão sendo cortadas”, completou o diretor.
Seu colega na criação do longa, Juliano Dornelles, acrescentou: “É muito bom estar aqui, passar dez dias no festival, falar com pessoas ótimas, talentosas, perceber que o filme que desenvolvemos por quase dez anos ganhou essa enorme honra. Especialmente neste momento no Brasil, quando a cultura vem sendo ameaçada por esse homenzinho triste. Ontem tivemos a boa noticia, com Karim Aïnouz ganhando o Un Certain Regard. Vamos seguir fazendo filmes e enfrentar a realidade brasileira”.
Um jornalista questionou e eles convidariam o presidente Bolsonaro para assistir ao longa, e Mendonça Filho considerou que essa era uma “ideia bonita”.
“‘Bacurau’ é uma coprodução com a França, mas metade vem de dinheiro público brasileiro, usado com honestidade e muito trabalho. Bolsonaro tem todo direito de assistir ao filme. Pode até gostar.”
Portal BRASIL CULTURA

MORRE A ATRIZ LADY FRANCISCO

Morreu no último sábado (25) a atriz Lady Francisco, em decorrência de complicações pós-operatórias.
A atriz foi operada no final de abril para corrigir uma fratura no fêmur.
Segundo o boletim médico do hospital Unimed-Rio, na Barra da Tijuca, a causa da morte foi “falência de múltiplos órgãos, decorrente de isquemia enteromesentérica (transtorno vascular agudo dos intestinos)”.
Lady Francisco foi atriz, produtora e diretora, participou em mais de 20 novelas de Televisão e 25 filmes.
Portal BRASIL CULTURA

Perspectivas, ações e eventos literários serão discutidos terça-feira (28/05)

Escritores de todo o Rio de Janeiro estão convidados para um encontro com o Secretário de Cultura e Economia Criativa (SECEC-RJ), Ruan Lira, e com o Superintendente de Leitura e Conhecimento, Pedro Gerolimich, na próxima terça-feira (28/05). A atividade será realizada na Biblioteca-Parque Estadual e tem como objetivo discutir as novas perspectivas e ações da literatura no atual cenário do mercado editorial e os próximos eventos literários no âmbito do Estado.
Para o Superintendente, “é fundamental que a cadeia produtiva participe do debate para pensar em alternativas e saídas para a crise do mercado editorial. Precisamos fortalecer os espaços públicos de democratização à leitura e pensar em soluções dentro da economia criativa, para que os escritores e toda a população consigam ter acesso a conteúdos e atividades de qualidade”, ressaltou.
Segundo Gerolimich, o encontro debaterá, ainda, os grandes eventos da literatura. Entre eles, a Festa Literária Internacional de Paraty (Flip), Salão FNLIJ do Livro para Crianças e Jovens, Bienal do Livro e Salão Carioca do Livro (LER), todos previstos para acontecer ainda em 2019.
Serviço:
Encontro da SECEC-RJ e da Superintendência de Leitura e Conhecimento da Secretaria Estadual de Cultura e Economia Criativa com escritores do Rio de Janeiro
Local: Biblioteca Parque Estadual
Endereço: Av. Presidente Vargas, 1261. Centro
Dia: 28/05
Horário: 14h
Contato: (21) 97935-7017 – Marcela Canéro (21) 98662-0197 – Pedro Gerolimich