Postagem em destaque

GRUPO DE CAPOEIRA CORDÃO DE OURO-NOVA CRUZ/RN REALIZOU O BATIZADO E TROCA DE CORDA FECHANDO COM CHAVE DE OURO! CONFIRAM!!!

FINAL - FOTO HISTÓRICA  - GRUPO DE CAPOEIRA CORDÃO DE OURO MOMENTO DO "ESQUENTE"  MOMENTOS DECISIVOS - MUITA CONCENTRAÇ...

quarta-feira, 9 de outubro de 2019

RADIALISTA E PRESIDENTE DO CPC/RN - EDUARDO VASCONCELOS PARTICIPARÁ DIAS 10 E 11/10 DA12ª Conferência Estadual de Assistência Social!



EDUARDO VASCONCELOS EM ENTREVISTAS COM PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO, JURISTAS E SINDICALISTAS
EDUARDO VASCONCELOS - Radialista, Ativista, Blogueiro, Agente de Cultura e presidente do Centro Potiguar de Cultura - CPC/RN.
"O presidente do Centro Potiguar de Cultura - CPC/RN, Eduardo Vasconcelos estará presente na forma de delegado eleito pela sociedade civil, eleito na Conferência Municipal de Nova Cruz!
O mesmo confessa que será uma luta diante das sucessivas tentativas do governo federal de cortar ou mesmo eliminar direitos adquiridos com tanto suor, lagrimas e luta na defesa dos brasileiros em especial as nossas crianças e os nossos adolescentes!
Mas vamos virar este jogo de cartas marcadas! Nossas crianças e adolescentes são o futuro do nosso Brasil, por isso temos que lutar por elas para no mínimo garantir a permanência dos adqueridos nos últimos anos! É com esta convicção que estarei amanhã na 12ª Conferência Estadual de Assistência Social, rumo a Brasília e lá força, determinação e luta na certeza da garantia de direitos para o futuro do BRASIL... AS NOSSAS CRIANÇAS E OS NOSSOS ADOLESCENTES! Garantiu, Eduardo Vasconcelos."
Conferência vai debater a assistência social no Rio Grande do Norte nesta quinta e sexta. - 

" EDUARDO VASCONCELOS ESTARÁ COMO DELEGADO PELO CPC/RN"
Leiam matéria completa abaixo!
Márcia Lopes, ex-ministra, será uma das conferencistas (Foto: Reprodução)
Resultado de imagem para LOGOMARCA DA 12ª CONFERENCIA ESTADUAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL DO RIO GRANDE DO NORTE

O Governo do Estado, por meio da Secretaria do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (Sethas-RN), promove a 12ª Conferência Estadual de Assistência Social que tem como tema, “Assistência Social – Direito do Povo, com Financiamento Público e Participação Social”, nesta quinta, 10, e sexta-feira, 11, na Escola de Governo, no Centro Administrativo de Natal, com abertura às 9h.
A Conferência vai deliberar sobre a política de Assistência Social do Rio Grande do Norte. Entre os conferencistas estará Márcia Lopes, ex-ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, no governo Lula. Ela é membro da Frente Nacional em Defesa do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) e da Seguridade Social.
Esta 12ª Conferência Estadual é organizada pela Sethas e conta com a parceria do Conselho de Assistência Social do Rio Grande do Norte (Ceas-RN), e acontece após a realização das conferências municipais. O debate será sobre a assistência social como política pública, direito do cidadão e dever do Estado.
Pela primeira vez, desde 1995, não haverá a Conferência Nacional de Assistência Social suspensa pelo governo federal, por meio do Ministério da Cidadania, que deveria ser convocada pelo Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS) conforme preconiza a Lei Orgânica da Assistência Social (LOAS).
Em razão da suspensão da 12ª Conferência Nacional, que era realizada a cada dois anos, a Frente Nacional em Defesa do SUAS e da Seguridade Social convocou um evento paralelo, a Conferência Nacional Democrática de Assistência Social. “Assim, visto a importância das Conferências e considerando a urgência do momento nacional, que exige de nós avaliação, mobilização, resistência e luta, firmamos o empenho em realizar a Conferência Nacional Democrática de Assistência Social (CNDAS), que terá como tema: “Assistência social: Direito do Povo, com Financiamento Público e Participação Social”, destaca em nota o Frente.
Para a secretária da Sethas, Iris Oliveira, a Conferência Estadual acontece em um momento importante da vida política e social do Estado porque no governo da professora Fátima Bezerra (PT), o controle social da assistência social conta com a participação popular, diferente do que acontece na esfera federal em nível nacional. “Nós temos um processo de resistência contra o desmonte da participação popular e do controle social no país”, ressalta.
Todos os 167 municípios do RN já enviaram suas deliberações municipais que serão debatidas para formar a base para a nova política de assistência social do Estado. Na Conferência estadual sairão as proposições de novas diretrizes na área, no sentido de consolidar e ampliar os direitos socioassistenciais de seus usuários.
A Conferência Estadual pretende reunir cerca de 350 pessoas entre delegados municipais, estaduais e convidados. Serão eleitas as prioridades políticas para os diversos níveis de governo, além de serem avaliadas as ações governamentais na área da assistência social. Estarão presentes diferentes organizações civis que representam usuários, trabalhadores e entidades de assistência social.

Proarte incentiva economia criativa do artesanato potiguar

O Programa do Artesanato do Rio Grande do Norte (Proarte) está incentivando a profissionalização e qualificação dos artesãos e artesãs do Estado através de uma série de palestras no interior.

Dia 20 de setembro, no município de João Câmara, foi realizado o “Encontro com artesãos da Região do Mato Grande”, onde além de palestras sobre economia solidária e criativa, os participantes foram cadastrados como artesãos, o que garante a emissão da carteira profissional de trabalho.

 As subcoordenadoras do Proarte, Graça Leal, e do Programa Economia Solidária (Ecosol), Lidiane Feire, ministraram palestras sobre sobre a importância da profissionalização para a melhoria da qualidade do artesanato potiguar, e a economia criativa dentro do processo de abertura de novos mercados produtivos. O evento contou também com a parceria do Serviço de Assistência Rural (SAR).

A emissão da Carteira Nacional do Artesão é uma das formas de garantia do reconhecimento dessa atividade para a economia e cultura locais. Este é um documento oficial emitido pelo Programa Brasileiro de Artesanato (PAB) que reconhece a profissão de artesão e concede benefícios como isenção de ICMS, descontos de material em lojas parceiras, e facilidade para retirada do registro do MEI (Microempreendedor Individual), alén de participação em feiras do setor organizadas pelo PAB e governos estaduais.

PROARTE/RN 

A finalidade do Programa do Artesanato do Rio Grande do Norte (Proarte/RN) tem por objetivo fortalecer e fomentar o desenvolvimento do artesanato potiguar integrado ao turismo e à cultura para melhoria das condições de vida de artesãos e artesãs de forma sustentável para garantir a preservação dos aspectos culturais e ambientais do Estado.

Fonte: SETHAS-RN
Adaptado pelo CPC/RN, em 09 de outubro de 2019

Artesãos do RN vendem R$ 229 mil na Brasil Mostra Brasil 2019

Brasil Mostra Brasil

A venda do artesanato potiguar na Multifeira Brasil Mostra Brasil arrecadou, neste ano, R$ 229 mil. Desse montante, R$ 192 mil foram negociados em vendas diretas e R$ 36.393,00 em peças encomendadas. O evento foi realizado na Arena das Dunas, entre 06 e 15 de setembro.

Ao todo, 135 artesãos, 07 associações e cooperativas de 19 municípios potiguares venderam 13.314 produtos, de diferentes tipologias, com destaque para o macramê, folha de junco, fibra de sisal e fusão de reciclagem. Em quatro feiras, em 2019, os artesãos do RN venderam cerca de R$ 1 milhão. 

Segundos dados do Programa Estadual do Artesanato (Proarte), da Secretaria do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (Sethas-RN), 03 empreendimentos de economia solidária e um espaço destinado à Fundase preencheram os 700 m² do Governo do RN, que investiu R$ 56 mil no fomento, na divulgação e no patrocínio da Multifeira. Para Graça Leal, subcoordenadora do PROARTE, o evento dinamiza e o escoamento do artesanato potiguar, fortalecendo a cultura, o turismo, a geração de renda e a integração de ações, além do fortalecimento e consolidação de artesãos autônomos, associações e cooperativas.

Inácio Gomes da Silva, artesão da cidade de Caicó, destacou a organização da 25ª Brasil Mostra Brasil, além do apoio e da assistência do Proarte no fomento ao trabalhado dos artesãos.  “A feira é uma grande oportunidade para nós. Nesse ano, está tudo bem mais organizado. Só tenho que agradecer ao Proarte pela chance de estar divulgando o meu trabalho e conseguindo gerar renda através do meu trabalho com couro, que vem de várias gerações, ao longo do tempo, na cidade do Caicó”, disse.
Proarte-RN
O Programa do Artesanato do Estado do Rio Grande do Norte (Proarte-RN) tem a finalidade de fortalecer e fomentar o desenvolvimento do artesanato potiguar, de forma integrada com o turismo e a cultura, visando a melhoria das condições de vida dos artesãos e preservando os aspectos culturais e ambientais do Estado.

O Proarte também atua na valorização, divulgação e comercialização dos trabalhos realizados por artesãos independentes, associações, cooperativas e grupos de produções dos 167 municípios do Rio Grande do Norte. Atualmente, estão cadastrados no Programa cerca de 9 mil artesãos. Em 2019, o Proarte já viabilizou a participação dos artesãos potiguares na 24ª edição da Feira Internacional de Artesanato (Fiart), no 12º Salão de Artesanato de Brasília e na 20ª  edição da Feira Nacional de Negócios de Artesanato (Fenearte) e na 25ª Multifeira Brasil Mostra Brasil.

Nota sobre a realização do 8º Fórum Nacional de Museus

Logotipo do Ibram
Compartilhamos as tratativas conduzidas por este Instituto Brasileiro de Museus – Ibram para viabilizar a 8ª edição do Fórum Nacional de Museus, encontro de incondicional prioridade para o Ibram, oportunidade de promover o intercâmbio científico, acadêmico e cultural, bem como de avaliar as políticas públicas para o setor.
O Ibram vem envidando esforços para a realização do Fórum, que culminou no reconhecimento e na aprovação dos recursos pelo Fundo Nacional de Cultura, do Ministério da Cidadania, neste mês de setembro.
Entretanto, sendo um evento de grande porte, não há tempo tecnicamente viável para a realização do 8º FNM ainda neste ano de 2019, o que nos impeliu a decidir pela prorrogação de sua data para o primeiro semestre de 2020.
Além da mudança de datas, registramos que o 8º FNM ocorrerá na cidade de Brasília em função de questões operacionais e orçamentárias.
Assim, com a realização do 8º FNM, prevalece o compromisso deste Instituto em manter a relação dialógica democrática e essencial junto ao campo museal brasileiro, propiciando um ambiente de debate e reflexão sobre o papel da museologia contemporânea e suas interfaces com as políticas públicas voltadas para o setor.
Aproveitamos a oportunidade para agradecer a Secretaria de Estado da Cultura do Ceará pelo acolhimento, empenho e compreensão.
Instituto Brasileiro de Museus