Postagem em destaque

CPC/RN PROMOVE DIA 11/12/2019 SUA III NOITE DAS HOMENAGENS NA CÂMARA DOS VEREADORES DE NOVA CRUZ/RN - CONFIRA!

Centro Potiguar de Cultura - CPC/RN - 2009/2019 " "Dandara", simbolo de luta em favor da LIBERTAÇÃO da população NEGRA!&...

sábado, 11 de novembro de 2017

Estudante da UFBA é assassinado em Salvador

Doss.jpg
Do G1
Felipe Doss, militante negro e LGBT, foi morto em tentativa de assalto.
Um estudante universitário foi baleado e morto na região do Parque São Brás, no bairro da Federação, em Salvador, na noite de quinta-feira (9).
A vítima, identificada como Felipe dos Santos Silva Parques, mais conhecida como Felipe Doss, tinha 26 anos. Ele era estudante de geografia da Universidade Federal da Bahia (Ufba) e membro do Diretório Central dos Estudantes (DCE/Ufba).
Por meio das redes sociais, o reitor da Ufba, João Carlos Salles, divulgou uma nota lamentando a perda e contando que o estudante foi vítima de uma tentativa de assalto.
"Foi baleado em um assalto no Parque São Brás, onde residia, e não resistiu (...). Querido Felipe Doss, estamos sem palavras, por estarmos agora sem seu riso", declarou. (...)
Conversa Afiada reproduz, também, nota do CEN – Coletivo de Entidades Negras:

Malembe por Felipe Doss


Este Novembro Negro tornou-se inifnitamente mais triste para nós, militância Negra e LGBT. Perdemos um Grande Irmão Militante.
Ao longo dos anos que construímos diversas ações ao seu lado. A sua força, garra e comprometimento juvenil, eram uma afirmação, segura, de que o movimento popular seguiria à frente, levado por uma geração que diz para o que veio e que poderíamos contar com ele, desbravador que nas ruas e na universidade fazia a diferença e nos convocava à seguirmos na luta.
A perda de Doss abre um vazio, que a lembrança de suas falas seguras nos levará sempre ao saudosismo, na recordação de um líder jovem, que prematuramente nos deixa em consequência da violência, fruto de uma desigualdade que Ele tanto combatia e buscava ressignificar, pelas manifestações conjuntas que fazíamos à pedido de reparação e igualdade.
Um Malembe pela perda do companheiro, irmão, parceiro de lutas e manifestações, Felipe Doss, que deixa, para sempre, uma lacuna nos espaços de resistência e enfrentamento, à toda sorte de violação de direitos e defesa da democracia.
Nossas almas verdadeiramente sangram e imploram por auxílio às divindades ancestrais.
O CEN lamenta profundamente sua perda, mas também reconhece, que para onde teu espírito retorna, as energias de força, coragem e resistência, nos manterão fortes para que possamos levar à frente a sua bandeira.
Felipe Doss – Presente.
Felipe Doss – PRESENTE.
FELIPE DOSS, SEMPRE PRESENTE.

Fonte: CONVERSA AFIADA

À Globo: lugar de baiano não é na figuração!

Sem Título-19.jpg
Wagner Moura e Lázaro Ramos: talento "made in Bahia" (Crédito: Bahia Notícias)
Atores e atrizes querem espaço em novela
Com a trama da novela "De volta para casa" ambientada na Bahia, um grupo de atores do Estado endereçou uma carta aberta à Rede Globo de Televisão, nesta segunda-feira (6). O Movimento Respeito às Atrizes e Atores da Bahia se juntou ao Sindicato dos Artistas e Técnicos (Sated-BA) para ressaltar que os “talentos ‘Made in Bahia’” merecem espaço no elenco do folhetim. 
“Informamos que estamos disponíveis e aptos a compor o elenco principal em sua produção, e não apenas papéis secundários, sem falas e pequenas participações. Temos consciência que lugar de elenco baiano não é na figuração especial”, diz a carta, citando atores baianos em destaque na cena nacional, como Lázaro Ramos, Wagner Moura, Regina Dourado e outros. 
De autoria de João Emanuel Carneiro, direção de Dennis Carvalho e produção de elenco assinada por Vanessa Veiga, a novela vai contar a história de um cantor de axé que fez sucesso no passado, mas viu sua carreira decair. Tudo muda quando um boato de que ele morreu ganha força e o músico volta ao auge com o lucro da venda de seus discos. Diante disso, ele resolve se manter como morto e se refugia na ilha de Boipeba, onde começa uma nova vida com outra identidade. 
Há duas semanas, a novela foi alvo de polêmica após a divulgação da notícia de que a atriz Giovanna Antonelli teria sido cortada de um papel por ser “branca demais” para viver uma baiana (veja aqui). Mas, em seguida, a produção voltou atrás e concedeu o papel à atriz carioca. Então, com as gravações previstas para serem iniciadas em janeiro e o elenco já em fase de escalação, o movimento de artistas da Bahia visa chamar a atenção da emissora para os profissionais qualificados presentes no Estado. 
“As atrizes e os atores baianos ‘colocam a cara no sol’, não se recolhem à sombra e estão preparados para, junto com a sua produção, protagonizar essa história de sucesso que será esta novela com a cara e jeito da Bahia que, com certeza, não deixará de retratar com fidelidade este povo tão cativante e envolvente, do qual nós somos parte e representamos tão bem”, diz outro trecho do texto. 
Em fase de produção, “De volta para casa” é a trama sucessora de “O Outro Lado do Paraíso”, no horário das 21h.     -   Fonte: Conversa Afiada (Cultura).

Cinema e vanguarda: a arte dos cartazes soviéticos

encouracado_potenkin_pelos_irmaos_stenberg115768 (1)
Cartaz do filme  “Three Million case”, dos irmãos Stenberg, de 1926. 

Um destes artistas gráficos era Aleksandr Naumov, que, como muitos de seus colegas, criou capas de livros, cenários de teatro e até interiores. Ele morreu aos 29 anos, afogado, um ano depois da criação deste cartaz.
Pintura a óleo de Aleksandr Naumov, 1927
Abaixo, uma entre nove partes do cartaz do filme ‘Outubro’, de Sergei Eisenstein, uma das maiores propagandas de filmes criada para este período. Esta parte é a única que sobrou do cartaz todo:

O próximo cartaz, outra produção soviética, mostra a assinatura dos irmãos Georgii e Vladimir Stenberg, ‘2 Stenberg 2’. Os artistas eram inseparáveis até a morte trágica de Georgii, em um acidente de carro, em 1933.
Cores vivas e um oblíquo senso de perspectiva eram características marcantes nas obras dos Stenberg. Abaixo, “Sporting Fever”, de 1928


O filme “A Real Gentleman”, de 1928, é protagonizado pelo ator Monty Banks. As produções americanas eram muito populares na União Soviética da década de 1920 e os lucros com as exibições eram revertidos para as produções locais. A seguir, seu cartaz, também produzido pelos irmãos Stenberg:

Este cartaz é do filme “The Decemberists”, um longa histórico que mostra um incidente conhecido na Rússia, quando um grupo de aristocratas tentou derrubar o czar Nicholas 1º em dezembro de 1825. O seu cartaz foi feito pelos irmãos Stenberg com Yakov Ruklevsky, em 1927:

Na década de 1920 havia uma produção em massa destes cartazes de filmes. Eles eram feitas para serem usados apenas uma vez e poucos cartazes originais sobreviveram. Abaixo, “Death Loop”:

Yakov Ruklevsky, o artista que criou o cartaz abaixo, foi o diretor da Reklam Film, o departamento que encomendava os cartazes de filmes.

 Fonte: BBC

QUIZ: SOCIALISMO OU COMUNISMO?

Resultado de imagem para imagens socialismo x comunismo
Imagem do Googlo
Você já confundiu socialismo e comunismo? Aprenda as diferenças e as semelhanças entre essas duas correntes de pensamento político:
Ficou com vontade de entender melhor? Você sabe qual a diferença entre os tipos de socialismo? Então leia estes conteúdos:
Por Clarice Ferro - Graduada na Escola de Comunicação da UFRJ e editora de conteúdo no Politize!
Fonte: Politize

Frente Favela Brasil aciona William Waack no MPF-RJ por declarações racistas

Foto divulgação
“O partido entende que não cabe mais esse tipo de fala. Isso é inadmissível em todas as esferas da sociedade. Vindo de um formador de opinião, em uma das principais emissoras de televisão, se torna mais grave ainda. Não podíamos ver aquele vídeo e ficar parados”, explicou Wanderson Maia, copresidente do FFB.
Da Redação
O partido Frente Favela Brasil (FFB) se pronunciou em relação ao caso William Waack. Além de demonstrar profundo repúdio pelo ato de racismo do jornalista, em vídeo que circulou na internet, no último dia 8, diante das declarações do âncora, decidiu ingressar com uma denúncia (notícia crime) contra William Waack, no Ministério Público Federal do Rio de Janeiro (MPF-RJ), nesta sexta-feira (10),
“Tomamos a decisão de acionar o nosso Departamento Jurídico, porque o Frente Favela Brasil entende que não cabe mais esse tipo de fala. Isso é inadmissível em todas as esferas da sociedade. Vindo de um formador de opinião, em uma das principais emissoras de televisão, se torna mais grave ainda. Não podíamos ver aquele vídeo e ficar parados”, explicou Wanderson Maia (foto), copresidente do Frente Favela Brasil.
Segundo o partido, essa postura arrogante do jornalista é um crime que contraria todos os acordos dos quais o Brasil é signatário nos fóruns mundiais, como a Organização dos Estados Americanos (OEA) e Organizações das Nações Unidas (ONU). Além disso, fere o princípio da Dignidade da Pessoa Humana. Portanto, as declarações que incitam o ódio a grupos sociais não podem ser toleradas em uma sociedade democrática.
Ainda de acordo com o partido, seus representantes se viram obrigados a realizar esse tipo de ação, para reafirmar sua luta diária e incansável por uma sociedade sem ódio racial, sem preconceito, sem discriminação de cor, classe social, gênero, orientação sexual e crença religiosa, para que um dia vejamos nossos filhos vivendo em país mais justo, baseado no respeito e na paz entre todos.

“O Frente Favela Brasil vai combater, sempre de maneira legal, todo e qualquer tipo de preconceito praticado por quem quer que seja. Vamos à Justiça, na instância que for preciso, sempre que entendermos que a dignidade humana está sendo ferida”, disse Cláudia Goulart, presidente do FFB, no Rio Grande do Sul.

Fonte: Revista Fórum

Prorrogadas inscrições para a Lei Câmara Cascudo até dia 20

Resultado de imagem para imagem da Lei Câmara Cascudo
Imagem do Googlo
Os produtores culturais interessados em captar recursos através da Lei Câmara Cascudo poderão inscrever suas propostas até 20 de novembro na Fundação José Augusto -FJA, que prorrogou o prazo que terminaria nesta sexta (10) para atender e facilitar a inclusão de projetos propostos pela classe artística do RN.
A primeira etapa da Renúncia Fiscal de 2017, no valor de R$ 3 milhões foi publicada no Diário Oficial pelo Governo do Estado em 2017. Os projetos aprovados até o momento não atingiram o montante.
O cadastramento de projetos será realizado, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 14h às 16h, ou via Sedex com Aviso de Recebimento (AR). O endereço é Rua: Jundiaí, 641 – Tirol, Natal – RN, CEP: 59020-120.
Os projetos habilitados são divulgados no Diário Oficial do Estado – DOE à medida que são avaliados. Um mesmo proponente pode ter aprovado até 2 (dois) projetos.