Postagem em destaque

GRUPO DE CAPOEIRA CORDÃO DE OURO-NOVA CRUZ/RN REALIZOU O BATIZADO E TROCA DE CORDA FECHANDO COM CHAVE DE OURO! CONFIRAM!!!

FINAL - FOTO HISTÓRICA  - GRUPO DE CAPOEIRA CORDÃO DE OURO MOMENTO DO "ESQUENTE"  MOMENTOS DECISIVOS - MUITA CONCENTRAÇ...

sexta-feira, 7 de junho de 2019

NECROPOLÍTICA Judiciário tem que ser reconduzido à normalidade, defende advogada

"Amarelando": STF, e Judiciário como um todo, autoriza decisões que deveriam ser barradas, segundo advogada
Integrante do coletivo Advogadas e Advogados pela Democracia demonstra preocupação com o adiamento de temas importantes no STF e denuncia plano de "prisão perpétua" para o ex-presidente Lula.

Publicado por Tiago Pereira, Da RBA 
  
VALTER CAMPANATO/AGÊNCIA BRASIL

São Paulo – A advogada Tânia Mandarino diz que o alinhamento do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, com setores conservadores do governo Bolsonaro é “assustador” e “preocupante”. Ainda na semana passada, ele decidiu adiar a apreciação de temas importantes, como a descriminalização do porte de drogas, e adiou a retomada do julgamento que pede a criminalização da homofobia. Tudo isso ocorreu após o chefe do poder Judiciário se reunir com o presidente Jair Bolsonaro,  além dos presidentes do Senado e da Câmara, para esboçar um a assinatura de um pacto entre os Poderes em favor de “reformas estruturantes”, entre elas, a “reforma” da Previdência.

“O STF parece estar refém das forças golpistas”, diz ela, que também é integrante do coletivo Advogadas e Advogados pela Democracia. Ela critica não apenas o Supremo. “É o Judiciário hoje o pior algoz do país. É de onde tem vindo as piores decisões, que autoriza as coisas mais absurdas que legalmente deveriam ser barradas“, afirmou a advogada em entrevista aos jornalistas Marilú Cabañas e Glauco Faria para o Jornal Brasil Atual nesta sexta-feira (7).

Entre as piores decisões, ela cita os casos que envolvem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Tânia denuncia que há um “projeto de prisão perpetua para o ex-presidente”. Ela diz não conservar ilusões sobre a possibilidade de Lula ir para o regime semiaberto.. “Outras forças devem atuar para que isso não aconteça”, diz Mandarino.

A advogada prevê o aceleramento de outras ações, como o processo do sítio de Atibaia, onde Lula sequer foi ouvido, mais um sinal do “estado de exceção” em voga no país. Se condenado, o ex-presidente deixaria de ser réu primário, perdendo assim o direito à progressão de regime. Ela diz que não será pelas mãos do Judiciário que Lula será libertado. “O jogo perverso está só começando. Estamos num estado de necropolítica onde a morte fala muito mais do que a vida”, declara Tânia Mandarino.

Ouça a entrevista na íntegra

REGISTRADO EM: 

Saiba preparar 10 comidas típicas de festa junina

94
Confira as melhores receitas salgadas e doces de festa junina, além de bebidas típicas como quentão e quentão de vinho (a moda paranaense).
  • – Paçoca de carne-seca
Ingredientes
3 colheres (sopa) de manteiga de garrafa
2 xícaras (chá) de carne-seca dessalgada, cozida e desfiada
½ xícara (chá) de farofa pronta
1 cebola picada
2 dentes de alho amassado
Coentro a gosto
Modo de Preparo
Derreta a manteiga e frite a carne até ficar bem sequinha. Acrescente a cebola, o alho e refogue. Desligue o fogo e misture a farofa e o coentro.
  • – Petisco de tapioca
Ingredientes
250 g de queijo de coalho ralado
250 g de tapioca granulada
500 ml de leite fervendo
sal e pimenta-do-reino preta moída a gosto
orégano a gosto
Modo de Preparo
Em uma tigela, junte o queijo de coalho e a tapioca. Despeje o leite fervendo, misture bem e tempere com sal, pimenta-do-reino e orégano. Deixe esfriar um pouco. Transfira a mistura para um refratário e cubra com filme plástico, apertando bem. Leve à geladeira para endurecer, por aproximadamente três horas. Corte em cubos e frite em óleo quente ou, se preferir, grelhe de todos os lados, em uma frigideira antiaderente.
  • – Arroz com pinhão, couve e queijo de coalho
Ingredientes
150 g de pinhão
1 colher (sopa) de óleo
1 xícara (chá) de arroz lavado e escorrido
1 sachê do tempero pronto para arroz com alho
1 folha média de couve cortada em tiras
2 xícaras e meia (chá) de água fervente
100 g de queijo de coalho
Modo de Preparo
Em uma panela de pressão, coloque os pinhões e cubra com água. Tampe a panela e cozinhe em fogo médio por 20 minutos contados a partir do início da pressão. Retire a panela do fogo e aguarde sair todo o vapor. Abra a panela e verifique o cozimento. Se necessário, cozinhe por mais 5 minutos com a panela destampada. Deixe esfriar, descasque e pique os pinhões. Reserve. Em uma panela média, aqueça o óleo e refogue o arroz por 2 minutos. Acrescente o sachê do tempero para arroz e mexa rapidamente. Junte o pinhão, a couve e refogue por mais 1 minuto. Adicione a água fervente e cozinhe em fogo médio, com a panela parcialmente tampada, por 10 minutos. Abaixe o fogo e cozinhe por mais 5 minutos ou até secar todo o líquido. Misture o queijo e sirva em seguida. Reserve alguns pinhões inteiros para decorar o prato.
  • – Caldinho de feijão
Ingredientes
½ xícara (chá) de feijão preto
2 litros de água
1 cubo de caldo de bacon e louro
1 colher (sopa) de óleo
1 dente de alho picado
3 colheres (sopa) de cebola picada
½ tomate sem sementes cortado em cubos pequenos
2 colheres (chá) de molho de pimenta
Modo de Preparo
Em uma tigela pequena, coloque o feijão e cubra com metade da água. Reserve por 1 hora. Escorra e reserve. Em uma panela de pressão, coloque a água restante e o feijão. Cozinhe por 25 minutos contados a partir do início da pressão. Retire a panela do fogo e aguarde sair todo o vapor. Abra a panela e verifique o cozimento. Se necessário, cozinhe por mais 5 minutos com a panela destampada. Adicione o cubo de caldo de bacon e louro e misture até dissolver; se necessário, leve ao fogo até o caldo dissolver. Deixe esfriar e, depois de frio, bata no liquidificador até obter uma mistura homogênea. Passe por uma peneira e volte para a panela do cozimento. Reserve. Em uma frigideira pequena, aqueça o óleo e doure o alho e a cebola. Junte o tomate e refogue por mais 3 minutos ou até murchar. Misture ao feijão batido e deixe ferver em fogo baixo por mais 5 minutos. Retire do fogo, junte o molho de pimenta e sirva em seguida.
Dica
Se desejar, sirva com cachaça. Retire do fogo, junte 1 colher (sopa) de cachaça e sirva em copinhos.
  • – Pão caipira
Ingredientes
2 tabletes de fermento biológico (30 g)
1 colher (sopa) de açúcar
1 e ½ xícara (chá) de leite morno
1 lata de milho verde escorrido
2 ovos
1 colher (sopa) de aguardente
1 tablete de margarina culinária (100 g)
1 embalagem de creme de cebola
5 xícaras (chá) de farinha de trigo
150 g de queijo minas frescal picado
Para untar e enfarinhar:
margarina culinária
farinha de trigo
Modo de Preparo
Unte e enfarinhe duas fôrmas grandes para bolo inglês (28 x 11 cm). Reserve. Em uma tigela grande, misture o fermento e o açúcar até ficar líquido. Bata no liquidificador o leite, o milho verde, os ovos e a aguardente. Junte ao fermento, acrescente a margarina culinária, o creme de cebola e a farinha. Misture até obter uma massa pastosa e homogênea. Acrescente o queijo delicadamente. Divida a massa nas fôrmas reservadas, cubra e deixe-os crescer por 30 minutos ou até dobrarem de volume. Pré-aqueça o forno em temperatura média (180°C). Leve ao forno por 30 minutos ou até dourarem. Sirva a seguir.
  • – Sonho de fubá recheado de catupiri
Ingredientes
Massa
2 xícaras (chá) de fubá (320g)
1 colher (chá) de sementes de erva doce (1,85g)
2 xícaras (chá) de leite fervente (cerca de 500ml)
4 colheres (sopa) de açúcar (40g)
1 colher (sopa) de farinha de trigo (10g)
2 a 3 ovos
1 colher (sopa) de fermento em pó
óleo para fritar
Recheio
açúcar e canela para polvilhar
1 embalagem de catupiri (410g)
Modo de Preparo
Massa
Misture o fubá e a erva doce. Despeje o leite fervente, mexendo sempre, para escaldar o fubá. Junte o açúcar e a farinha de trigo. Adicione os ovos um a um, misturando sempre após cada adição, até obter uma massa homogênea e firme. Por último acrescente o fermento. Misture. Divida a massa em 15 porções. Enrole as porções nas mãos, para obter 15 sonhos redondos.
Reserve. Preencha metade da capacidade de uma panela média com óleo. Leve ao fogo alto até aquecer. Acrescente 2 a 3 porções de massa. Abaixe o fogo e frite até dourarem por igual. Retire do óleo com uma escumadeira e escorra em papel toalha. Corte cada sonho ao meio, sem separá-lo, passe na mistura de açúcar e canela e recheie com o catupiri. Sirva em seguida.
Dicas
A massa do sonho deve ser macia e não grudar nas mãos, caso ela grude, polvilhe as mãos com farinha de trigo. Os sonhos devem ser fritos em fogo baixo, para que cozinhem por dentro e dourem por fora. Antes de acrescentar as sementes de erva-doce à massa, esfregue-as nas mãos, para que soltem mais aroma e sabor na massa.
Variação
Adicione outros sabores aos sonhos com catupiri: goiabada, geleia, doce de leite, etc.
  • – Cocada queimada com catupiri
Ingredientes
1 xícara (chá) de açúcar (180g)
1 xícara (chá) de leite (240ml)
1 xícara (chá) de flocos de coco fresco (65g)
1 colher (chá) de manteiga (5g)
¼ da embalagem de catupiri (cerca de 100g)
Modo de preparo
Numa panela média, coloque o açúcar e leve ao fogo brando, mexendo sempre, até o açúcar derreter completamente e ficar cor de caramelo claro. Abaixe o fogo, junte o leite, os flocos de coco e a manteiga e cozinhe por cerca de 15 minutos, mexendo de vez em quando até o açúcar ficar totalmente dissolvido e o doce, ligeiramente cremoso.
Montagem
Separe 12 copinhos (de plástico, acrílico ou vidro) com cerca de 40 ml de capacidade e preencha até a metade com o doce de coco. Finalize a preparação com cerca de 1 colher (chá) de catupiri. Sirva quente ou em temperatura ambiente.
Dica
O coco fresco deve ser ralado na parte grossa do ralador para que a preparação fique com textura flocada.
Variação
Substitua o leite por leite de coco.
  • – Quentão
Ingredientes
600 ml de cachaça
600 ml de água
2 xícaras de açúcar
1 colher (sopa) cheia de gengibre
Casca de 2 laranjas
Casca de um limão
Cravo e canela em pau
Modo de Preparo
Comece colocando o açúcar para derreter em fogo bem alto, dentro de uma panela grande, até ele se tornar um caramelo. Não é necessário mexer muito. Depois, inclua o gengibre, as cascas de limão e laranja, a canela e o cravo, tomando cuidado para não queimar a calda. Quando o líquido estiver homogêneo, tampe a panela e deixe ferver entre 10 e 15 minutos, em fogo baixo. Após isso, desligue o fogo e acrescente a cachaça. Esta etapa deve ser realizada desta forma, já que a bebida é inflamável. Por fim, ligue o fogo novamente, tampe o recipiente e deixe ferver por mais cinco minutos.
  • – Quentão de Vinho (Quentão Paranaense)
Ingredientes
2 litros de vinho
3 xícaras de água
2 xícaras de açúcar
2 maçãs picadas
2 xícaras de abacaxi picado (ou outra fruta que tiver em casa)
Cravo e canela em pau
Modo de Preparo
Em uma panela, com fogo alto, coloque o açúcar e a água, como se preparasse um chá. Em seguida, acrescente a canela e o cravo. Tampe a panela e deixe a mistura ferver por 10 minutos. Depois, inclua o suco de uva e após levantar fervura, desligue o fogo. Por fim, ponha as frutas, de acordo com sua preferência.
  • – Bombocado de coco e catupiri
Ingredientes
1 xícara (chá) de açúcar (180g)
2 ovos (120g)
1 gema (20g)
1 colher (sopa) de farinha de trigo (10g)
1 e 1/2 colher (sopa) de manteiga em temperatura ambiente (30g)
3 xícaras (chá) de coco fresco ralado em flocos (200g)
cerca de ¼ da embalagem de catupiri (cerca de 100g)
Modo de Preparo
Forre 16 forminhas de alumínio (capacidade 60ml – 6 cm de diâmetro por 2,5 cm de altura) com forminhas de papel (nº1). Unte as forminhas de papel e reserve. Numa tigela, junte o açúcar, os ovos, a gema, a farinha de trigo e a manteiga. Misture bem até obter uma massa homogênea. Acrescente os flocos de coco e misture novamente. Divida a massa de bombocado entre as forminhas reservadas. Forre as laterais de cada forminha de papel com a massa de bombocado, deixando um espaço no centro para o recheio. Preencha o centro com cerca de 1 colher (chá) de catupiri. Distribua as forminhas numa assadeira e leve ao forno médio (180ºC), preaquecido, por cerca de 35 minutos ou até dourar as bordas.
Dica
Para forrar as laterais das forminhas, coloque 1 porção de massa de bombocado no centro da forminha e, com as costas de 1 colher de chá ou café, empurre a massa para as bordas, subindo nas laterais. É importante fazer esta “lateral” do bombocado para colocar o catupiri, porque o catupiri ao assar, irá ferver, podendo vazar. Para ralar o coco fresco em flocos: com uma faca afiada descasque a película marrom do coco e rale na parte grossa do ralador.
Variação
Acrescente canela em pó à massa do bombocado