Postagem em destaque

GRUPO DE CAPOEIRA CORDÃO DE OURO-NOVA CRUZ/RN REALIZOU O BATIZADO E TROCA DE CORDA FECHANDO COM CHAVE DE OURO! CONFIRAM!!!

FINAL - FOTO HISTÓRICA  - GRUPO DE CAPOEIRA CORDÃO DE OURO MOMENTO DO "ESQUENTE"  MOMENTOS DECISIVOS - MUITA CONCENTRAÇ...

terça-feira, 21 de maio de 2019

57º Conune: na sala de aula é que se muda uma nação

Fique por dentro do tema e inscreva-se no maior congresso estudantil da América Latina
por Renata Bars.
De 3 a 7 de julho todas as vozes do movimento estudantil se encontrarão em Brasília, coração do país, para decidir os rumos dos próximos dois anos da entidade que representa mais de 7 milhões de estudantes em todo o Brasil. Ali, os jovens reunidos pretendem mostrar porque na sala de aula é que se muda uma nação, tema escolhido para esta edição do Conune.
As armas escolhidas, livros, canetas e cadernos, dividirão espaço com as muitas vozes e ideias de mentes que pensam e querem uma educação digna para todos e todas.
‘’Estamos vivendo um momento desafiador, conquistas importantes estão sob ameaça e a UNE precisa estar vigilante para ser a vanguarda da luta. Principalmente na defesa da educação de qualidade’’, explicou a presidenta da UNE Marianna Dias.
Os cortes e verbas nas universidades e institutos federais aliados ao desmonte da educação promovido em todo o país, tem preocupado os estudantes. Por isso, o tema do Conune quer reafirmar a importância da educação para o país e seu futuro.
‘’É a partir da educação que podemos mudar a nação. E a UNE não se furtará de defender o legado conquistado até aqui. E ainda lutaremos por mais. Esse governo saberá da força que tem a educação e os estudantes mobilizados’’, conclui Marianna.

INSCREVA-SE

O Congresso da UNE é o fórum máximo da democracia dos estudantes brasileiros. Realizado a cada dois anos, é o momento em que estudantes de todas as regiões do país, eleitos delegados em suas universidades, elegem a nova diretoria e presidência da UNE e as pautas políticas da UNE. Qualquer estudante pode participar.  O processo de mobilização para o Conune é um forte instrumento de promoção do debate com os estudantes brasileiros sobre como organizar a resistência democrática a esse governo.
Você pode fazer parte se inscrevendo no site inscricao.une.org.br. O valor da inscrição para estudantes delegados e suplentes é de R$150,00 até o dia 11/6. Do dia 12/6 ao dia 18/6 o valor será de R$175,00. Do dia 19/6 ao dia 23/6 a inscrição será de R$225,00. Delegados cotistas e prounistas terão desconto de 30% no valor do primeiro lote. Estudantes que se inscreverem como observadores pagarão R$200 até o dia 11/6 ou R$250 entre os dias 12/6 e 23/6/2019.

55º CONUNE

O 55º Congresso da UNE foi realizado em Belo Horizonte, Minas Gerais. Mas, por que nova edição é  57ª? Isso acontece porque o Congresso de reconstrução da entidade realizado em 1979, em Salvador, foi reconhecido pelos estudantes. Assim, ele entrou no calendário da entidade.  Confira um vídeo do último Conune:

SERVIÇO

O que? 57º Congresso da UNE
Quando? 3 a 7 de julho de 2019
Onde?Brasília

Fonte: UNE

Curitiba – Rodas de samba, música caipira e choro no Conservatório de MPB

Quem gosta de música brasileira não pode perder a programação do Conservatório de MPB de Curitiba desta semana. Músicos da casa e seus convidados se reúnem para rodas de samba (terça-feira, 21/5), música caipira (quarta-feira, 22/5) e choro (quinta-feira, 23/3). As apresentações começam às 17h, na praça do Conservatório. A entrada é grátis.
Apresentações acontecem de terça a quinta-feira, a partir das 17h
Comandada por Luís Rolim e Gustavo Moro, a roda de samba deste mês terá a cantora Ivete Correa como convidada. Na roda de música caipira, Rogério Gulin, Oswaldo Reis e Júnior Bier receberão o cantor João Lopes. A roda de choro encerra a programação da semana, com Julião Bueno no cavaco e Lucas Mello no violão de sete cordas.
Serviço
Rodas de música no Conservatório
Rua Mateus Leme, 66, próximo ao Largo da Ordem
Terça (21/5): samba
Quarta (22/5): música caipira
Quinta (23/5): choro
Sempre a partir das 17h
Entrada franca

Ministério da Cidadania e Iphan entregam obras que valorizam patrimônio alagoano

O Ministério da Cidadania e o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), entidade vinculada à pasta, realizaram a entrega, nesta quinta-feira (16), das obras de requalificação urbana do Largo da Matriz e de conservação da antiga Casa de Câmara e Cadeia, espaços que compõem o Centro Histórico de Marechal Deodoro, em Alagoas. Juntas, as obras somam aproximadamente R$ 5,1 milhões.

O ministro da Cidadania, Osmar Terra, destacou que os investimentos do governo federal para a recuperação do patrimônio histórico visam resgatar o orgulho da história pela população local, além de oferecer novas perspectivas para estimular a economia criativa do município. “Além de ser a terra do Marechal Deodoro, há séculos de uma história muito importante, que tem seu berço na cidade. São praticamente R$ 30 milhões investidos na recuperação do patrimônio histórico nos últimos anos, também para permitir uma exploração turística maior. Queremos que os brasileiros tenham orgulho da sua história”, afirmou.
Para além da história, o futuro. A presidente do Iphan, Kátia Bogéa, reforçou a importância de se explorar o potencial turístico de Marechal Deodoro, no intuito de conquistar a melhoria da qualidade de vida da comunidade. E segundo Kátia, a requalificação do centro histórico já leva ao investimento no setor do turismo. “Vamos possibilitar que a população dessa cidade não só proteja o seu patrimônio, mas que ele lhe traga possibilidade em emprego e renda. Essa é a finalidade maior do Ministério da Cidadania quando usa a cultura, o esporte e o desenvolvimento social para gerar cidadania ao povo brasileiro”, frisou.
De acordo com o prefeito de Marechal Deodoro, Carlos Alberto Costa, o município passa a viver um novo momento. “Precisávamos desta entrega, de um equipamento tão importante de restauração, que é o Largo da Matriz, para que a gente possa consolidar o turismo histórico. A vinda do ministro aqui hoje engrandece a cultura, para que a gente possa gerar emprego e renda”, pontuou.
Valorização
A obra de requalificação do Largo da Matriz incluiu execução das redes de drenagem, implantação de novo mobiliário urbano e de projeto paisagístico, ordenamento do trânsito local e embutimento da fiação de iluminação e telefonia
Foram 11 mil metros quadrados requalificados no Largo da Matriz. A obra durou cerca de um ano e seis meses, com execução das redes de drenagem, implantação de novo mobiliário urbano e de projeto paisagístico, ordenamento do trânsito local e o embutimento da fiação de iluminação e telefonia. Ainda, a padronização das calçadas e vias, por meio de serviços e materiais, permite uniformidade com o Largo do Carmo, também recentemente requalificado pelo Iphan.
Entre os edifícios em destaque no Largo da Matriz está a antiga Casa de Câmara e Cadeia. Em nove meses de obra, o Iphan investiu mais de R$ 385 mil no prédio, que possui tipologia arquitetônica típica do período colonial. Com a intervenção, o espaço abrigará a Secretaria de Cultura de Marechal Deodoro. Alguns espaços terão uso compartilhado com o Iphan, para atendimento aos cidadãos e outras atividades culturais.
Também na quinta-feira (16), o ministro da Cidadania e a presidente do Iphan visitaram a obra de requalificação do Largo da Igreja do Bonfim, conhecido como Largo de Taperaguá, iniciada em março. A ação tem previsão de investimentos de R$ 7,9 milhões para a melhoria da praça e seu entorno.
Outros investimentos
O Iphan injetou, ainda, R$ 630 mil na requalificação do Fortim Bass, monumento encontrado durante pesquisa arqueológica na cidade de Porto Calvo e que trouxe à tona importantes vestígios da ocupação holandesa no norte alagoano. A recuperação mantém as características originais da época – o forte passou por obras de restauração e requalificação arquitetônica.
Na quarta-feira (15), os representantes do Iphan entregaram em Maceió a segunda etapa da obra do Conjunto do Prédio do Instituto Histórico e Geográfico de Alagoas (IHGAL), que recebeu recursos de R$ 830 mil em parceria com o governo do estado de Alagoas.
Brasil Cultura