Postagem em destaque

IMPORTÂNCIA DO ISOLAMENTO SOCIAL NO COMBATE À COVID-19

O que é isolamento social Nos últimos meses, o isolamento social ganhou uma importância inédita, devido ao combate à COVID-19. O termo ...

quinta-feira, 26 de março de 2020

10 fotos de ruas de Natal [que geralmente são lotadas] praticamente vazias em plena segunda-feira Henrique Araujo - Confiram!

No mês de Março de 2020 a cidade de Natal ficou com as ruas praticamente vazias. Isso por causa da pandemia de COVID-19 na qual foi necessário que as pessoas se isolassem em suas casas.

No dia 13/03 o fotógrafo Ney Douglas percorreu as ruas da cidade e fez registros que mostram ruas e locais, que normalmente estão abarrotadas de pessoas e carros, de um jeito nunca visto antes: praticamente vazios em plena segunda-feira!

Alecrim
Amaro Barreto, Alecrim
Avenida 6
Avenida Câmara Cascudo
BR 101
Camelódromo, Alecrim
Ponte Newton Navarro
Praia do Meio
Avenida Engenheiro Roberto Freire
Avenida Engenheiro Roberto Freire

Um registro histórico e raro!
Fonte: CURIOZZZO

Coronavírus sofre mutações no Brasil e reforça necessidade de quarentena

(Foto: Reuters | Reprodução | Roberto Parizotti)
Sequenciamento genético feito por cientistas brasileiros aponta que o novo coronavírus sofreu mutações desde que chegou ao país. Mutações reforçam a necessidade de medidas como a quarentena, o que vem sendo negado por Jair Bolsonaro sob a justificativa de que a covid-19 é apenas uma “gripezinha
247 - O sequenciamento genético do novo coronavírus, feito em tempo recorde por cientistas brasileiros em pacientes das regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste, apontam que o vírus já sofreu mutações no país que apontam características distintas dos coronavírus introduzidos. Para os especialistas, as mutações reforçam a necessidade de medidas como a querentena, o que vem sendo negado por Jair Bolsonaro alegando que não se pode deixar o país quebrar por causa de uma “gripezinha”. 
De acordo com reportagem do jornal O Globo, o trabalho de vigilância genética viral mapeou os vírus de 19 pacientes em hospitais do, Rio de Janeiro, São Paulo, Goiás, Rio Grande do Sul e Minas Gerais. Ao todo, 17 vírus foram identificados como sendo de origem europeia e os outros dois de origem asiática. 
“Nosso trabalho reforça a importância do isolamento social e da testagem para conter a transmissão da Covid-19 no Brasil. São as armas que temos agora. Não teremos vacina ou remédios prontos a tempo de salvar as vítimas dessa pandemia”, diz um dos coordenadores da pesquisa, Renato Santana, do Departamento de Genética, Ecologia e Evolução da UFMG. 
Fonte: BRASIL 247

Mudanças no atendimento dos órgãos estaduais

Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro (Foto: Marcos Corrêa/PR)
A jornalista Maria Cristina Fernandes, colunista do Valor Econômico, publica nesta quinta-feira artigo sobre a busca de uma saída política para assegurar a renúncia de Jair Bolsonaro da Presidência da República.
247 - "A tese do afastamento do presidente viralizou nas instituições. O combate à pandemia já havia unido o país, do plenário virtual do Congresso Nacional ao toque de recolher das favelas. Com o pronunciamento em rede nacional, o presidente conseguiu convencer os recalcitrantes de que hoje é um empecilho para a batalha pela saúde da nação", escreve a jornalista Maria Cristina Fernandes.
A saída de Bolsonaro pela renúncia em vez do impeachment é o tema do momento, segundo Fernandes: "Ainda que Bolsonaro hoje não tenha nem 10% dos votos em plenário, um processo de impeachment ainda é de difícil de viabilidade. Motivos não faltariam. Os parlamentares dizem que Bolsonaro, assim como a ex-presidente Dilma Rousseff, já não governa. Se uma caiu sob alegação de que teria infringido a Lei de Responsabilidade Fiscal, o outro teria infrações em série contra uma 'lei de responsabilidade social'. Permanece sem solução, porém, o déficit de legitimidade e um impeachment em plenário virtual.Vem daí a solução que ganha corpo, até nos meios militares, de uma saída do presidente por renúncia. O problema é convencê-lo. A troco de que entregaria um mandato conquistado nas urnas? O bem mais valioso que o presidente tem hoje é a liberdade dos filhos. Esta é a moeda em jogo. Renúncia em troca de anistia à toda tabuada: 01, 02 e 03. Foi assim que Boris Yeltsin, na Rússia, foi convencido a sair, alegam os defensores da solução".
"Ao desafiar a unanimidade nacional, no uniforme de vítima de poderes que não lhe deixam agir para salvar a economia, Bolsonaro já sabia que não teria o endosso das Forças Armadas para uma aventura que extrapole a Constituição. Era o que precisaria fazer para flexibilizar as regras de confinamento adotadas nos Estados. Duas horas antes do pronunciamento presidencial, o Exército colocou em suas redes sociais o vídeo do comandante Edson Leal Pujol mostrando que a farda hoje está a serviço da mobilização nacional contra o coronavírus", afirma  a jornalista.
Fonte: BRASIL 247

Mudanças no atendimento dos órgãos estaduais

RESTAURANTES POPULARES

Restaurantes Populares devem fornecer marmitas e quentinhas.
O consumo será feito fora do restaurante.
Os horários de atendimento ao público serão estendidos:
Café Cidadão: das 6h às 8h30
Restaurante Popular: das 10h às 14h
Sopa Cidadã: das 16h30 às 19h.

O Governo determinou, ainda, a disponibilidade de produtos de higienização das mãos como álcool em gel, para uso dos funcionários e também dos usuários.

Sethas determina ainda que a empresa fornecedora disponibilize aos funcionários, em quantidade suficiente, todos os insumos de proteção necessários, tais como máscaras e luvas descartáveis.

As refeições devem ser mantidas no balcão térmico, com o devido controle de tempo e temperatura, em observância às regulamentações sanitárias, e a montagem das "quentinhas" deve ser realizada após a compra da refeição pelo usuário.

Para garantir a segurança da alimentação fornecida, haverá modificações no cardápio. Deverão ser evitados alimentos muito perecíveis, com excesso de molho, queijo e leite em sua composição. Saladas cruas deverão ser substituídas por legumes cozidos sem molho, entre outros ajustes que serão definidos pela equipe de nutricionistas.

Fica limitada a venda de duas refeições por usuário.

CAJUEIRO DE PIRANGI
Fechado por 30 dias.

CEASA
A partir desta terça-feira (24) entram em vigor as seguintes medidas: a recomendação aos permissionários para disponibilização de álcool em gel 70% para clientes e equipamentos de proteção individual para os colaboradores e limitação do número de pessoas no interior das lojas e mercados; Fechamento dos bares, restaurantes e lanchonetes nas dependências do órgão; Fechamento temporário da Portaria da Avenida Jerônimo Câmara, para controle de entrada e saída de veículos e pessoas; suspensão temporária do acesso de ambulantes e fechamento temporário da Feirinha da Ceasa.

A alteração no horário de funcionamento: acesso de caminhões e carretas para carga e descarga será realizado no horário das 00h às 03h; A entrada do público externo das 03h às 12h e o fechamento total será às 20h. 

A sede administrativa da Ceasa-RN está funcionando com expediente interno e os atendimentos presenciais de urgência estão sendo feitos por meio de agendamento eletrônico pelos e-mails: dfceasarn@gmail.com ; adm.ceasa@gmail.com e comunicacao.ceasarn@gmail.com ou pelo WhatsApp (84) 99412-7967.

PARQUE DAS DUNAS
O Parque Estadual Dunas do Natal “Jornalista Luiz Maria Alves”, está fechado desde o último sábado (21). A decisão considera a necessidade de intensificar medidas de enfrentamento ao novo coronavírus (COVID-19), a Unidade de Conservação encontra-se fechada, bem como todas as atividades oferecidas ao público.

CENTRAIS DO CIDADÃO
Conforme o Decreto nº 29.541, de 20 de março, todas as Centrais do Cidadão do Rio Grande do Norte estão suas atividades suspensas para atendimento ao público. Por tempo indeterminado.

IDEMA
Suspenso o atendimento presencial pelo prazo de 30 dias, nas unidades de Natal e Mossoró, desde o dia 18 de março, com exceção dos casos de abertura de processos e renovações.

Entre em contato através dos seguintes canais:

A Central de Atendimento atenderá presencialmente, apenas, as situações de: abertura de novos pro-cessos físicos e renovações. Preferencialmente, o atendimento ao público se dará através de contato telefônico, e-mail ou pelas plataformas Cerberus, Sislia e Comunica. Processos em andamento serão respondidos via Comunic@, onde deverão ser anexados os arquivos digitais.
Reuniões presenciais só ocorrerão mediante autorização.
Telefone: 3232-2118 (Natal)
Telefone: (84) 3315-3352 (Mossoró)
horário das 9h às 14h.

PROCURADORIA GERAL DO ESTADO (PGE)

Suspenso o atendimento presencial por 30 dias, a partir de 18 de março. O atendimento da dívida ativa se dará por meio telefônico e eletrônico. Em caso excepcional, com agendamento prévio.

ESCOLAS

Aulas suspensas nas escolas das redes estadual, municipal e privada, universidades e ensino técnico e profissionalizante, pelo período de 15 dias, a partir de 17 de março.

EVENTOS

Ficam suspensas por 60 dias, a partir de 17 de março, as atividades coletivas, eventos de massa, shows, atividades desportivas e congêneres, com a presença de público superior a 50 pessoas, sejam públicas ou privadas, ainda que previamente autorizados, e todas as feiras, exposições e eventos.

CENTRO DE CONVENÇÕES

Eventos cancelados por 60 dias a partir de 17 de março.

UNICAT

Está dispensada a declaração autorizadora para que idosos e pacientes com doenças crônicas recebam os remédios usuais na Unicat. O objetivo é que pessoas com mais de 60 anos e/ou baixa imunidade fiquem protegidos em casa para evitar aglomerações.

A lista de medicamentos e o modelo da procuração está disponível na Unidade e no site da Unicat.

O idoso deve indicar um responsável que apresente um documento pessoal, seu e do idoso, ou da pessoa com doença crônica que precisa receber a medicação. A Unicat funciona das 7h30 às 18h.

Para buscar o medicamento pela primeira vez ou em pedidos de renovação, é necessário apresentar documentos pessoais, receituário médico e laudo preenchido.
Já na segunda ou terceira vez é necessário apresentar apenas os documentos pessoais.

Uma das medidas adotadas foi limitar o controle de atendimento dentro do prédio a 70 pessoas, levando em consideração a distância estabelecida nos protocolos clínicos. Além disso a Unidade está dispondo de álcool gel para higienizar as mãos e realizando a veiculação de material educativo nos painéis eletrônicos.
Mais informações pelo 3232-6860 e 3232-6861 e www.unicat.rn.gov.br

EMATER

A instituição suspendeu o atendimento presencial, mantém o expediente interno e institui o teleatendimento, por meio de contatos via endereço eletrônico ou WhatsApp, nas 10 unidades regionais e no Escritório Central em Natal, fechando todos os escritórios para acesso ao público.

Teleatendimento:

Escritório Central de Natal - 98137-2051 - emater.rn.atendimento@gmail.com
Mossoró: 98137-8341 - emater.regionalmossoro@gmail.com
Umarizal: 99864-3535 - ematerumarizal@gmail.com
Pau dos Ferros 98137-8405 - ematerpferros.r@gmail.com
Caicó: 98137-8339 - ematercaicoregional@gmail.com
Currais Novos: 98137-8723 - ematercnovos2015@gmail.com
Assu: 98137-8576 - ematerassu.regional@gmail.com
João Câmara: 98137-8682 - regionaljoaocamara@gmail.com
São Paulo do Potengi: 98137-8583 - ematersppotengi@gmail.com
Santa Cruz: 98137-8650 - ematerscruz@gmail.com
São José de Mipibu - 98137-8390 -  ematersjmipibu@gmail.com

HEMONORTE

Doações de sangue, consultas e transfusões com funcionamento normal.
Suspensos os procedimentos eletivos de infusão de Noripurum e sangria terapêutica realizados no Anexo de Hematologia.

Há álcool em gel em todas as etapas do processo de doação. Alterações foram feitas nas salas de espera para reduzir o contato entre os doadores.
TRIBUTAÇÃO

Suspenso atendimento presencial na Secretaria Estadual de Tributação por 30 dias, a partir de 17 de março.

O atendimento será no call center,  e-mails e Unidade Virtual de Tributação (UVT).
Auditores fiscais vão atuar para que não sejam geradas filas nas operações de trânsito, e intensificado o trabalho de inspeção de cargas nos centros de distribuição e nos Correios, o que não requer contato com pessoas. Continuarão as visitas às empresas.

Telefones e outras informações, clique aqui.

IPERN

Suspensos atendimentos para a prova de vida (Recadastramento Previdenciário) e o bloqueio de pagamento, para os aposentados e pensionistas aniversariantes dos meses de fevereiro, março e abril.

Suspensas perícias médicas domiciliares e a protocolização de processos cujo requerimento seja a Isenção de Imposto de Renda e da Contribuição Previdenciária.
Dispensados de convalidação pela Junta Médica do IPERN os atestados médicos com prazos inferiores a 60 dias, que deverão ser entregues na própria Unidade de Lotação do Servidor, sem a necessidade de comparecimento à Junta Médica do IPERN.

O atestado médico para a Licença Maternidade (licença administrativa) deverá ser entregue diretamente na Unidade de Lotação da servidora.
Mais informações pelo (84) 3232-3721.

CAERN

Suspenso atendimento presencial em todas as unidades do órgão. Serviços devem ser realizados pelo site http://www.caern.rn.gov.br/
Suspensão da cobrança dos clientes da categoria social, a partir do faturamento de abril. 

DETRAN

O atendimento presencial está suspenso em todas as unidades do Estado. A medida segue as determinações das autoridades sanitárias do País e do Estado.
Durante esse período, a população pode utilizar alguns serviços online, disponíveis no site www.detran.rn.gov.br. É possível fazer a Segunda via da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), solicitação da Permissão Internacional para Dirigir, emissão de boletos referentes ao licenciamento e IPVA 2020. Quem desejar, também pode baixar o Aplicativo Carteira Nacional de Trânsito para fazer uso da CNH Digital.

Também estão interrompidos, por tempo indeterminado, os prazos para apresentação de defesa de autuação, recursos de multa, defesa processual, recursos de suspensão do direito de dirigir e cassação do documento de Habilitação e para identificação do condutor infrator. Enquanto durar esta deliberação, os atendimentos presenciais relativos a esses casos estão paralisados nas unidades do Detran.
Canais de atendimento telefônico para dúvidas e informações estão disponíveis para o cidadão:

- Whatsapp do Detran/RN: 84 98102-5238
- Registro de veículos: 3232-1282  
-Habilitação: 3232-2985 / 3232-2974       
-Ouvidoria: 3232-0010
-Administração: 3232-2970 
-Clínica Médica: 3232-1295
-Controladoria Regional de Trânsito: 3232-1266 / 3232-2968 

IDIARN

Atendimento presencial está totalmente suspenso na sede e em todas os escritórios regionais.
O atendimento ao público se dará através de contato telefônico ou e-mail.
Gabinete:  gabineteidiarn@gmail.com
Administrativo/Financeiro: cafidiarn@gmail.com - 84 99806-8384
Diretoria de Defesa e Inspeção Sanitária Animal (DISA) - disaidiarn@hotmail.com - 84 99668-3185
Diretoria de Defesa e Inspeção Sanitária Animal Vegetal (DISAV) - idiarn.disav@gmail.com
84 99984-5544

SEGURANÇA PÚBLICA 

Os serviços de segurança pública (Polícias Militar, Civil, Penal e Corpo de Bombeiros) funcionam normalmente, sendo que os boletins de ocorrência só podem ser feitos pela internet.  
Caso haja necessidade, acesse: 
Caso haja o desrespeito às determinações do Decreto nº 29.524, de 17 de março de 2020, referente a eventos com a presença de público superior a 100 pessoas, a população pode denunciar ligando para o número 190 da Polícia Militar. 

DECRETO Nº 29.524, DE 17 DE MARÇO DE 2020.

O desrespeito às determinações deste Decreto poderá configurar o crime previsto no artigo 268, do Código Penal, sem prejuízos da imposição de multa administrativa e da adoção das medidas judiciais pertinentes.

POLÍCIA CIVIL

Ampliação, por meio da  Portaria nº 66/2020-GDG/PCRN, das hipóteses para registro de Boletins de Ocorrência (BO) na delegacia virtual (plataforma eletrônica) - https://www3.defesasocial.rn.gov.br/BoletimCidadao/index.jsf

Ocorrências que exigem presença na delegacia: 

- Homicídios, latrocínios e remoções de cadáveres;
- Violência doméstica e contra crianças, adolescentes e idosos;
- Estupro, sequestros e cárcere privado;
- Roubos de veículos e de cargas;
Site da Polícia Civil

FUNDASE

Fundação de Atendimento Socioeducativo – Fundase/RN suspende a partir da segunda-feira (23) as visitas às unidades de internação, em Natal, Caicó e Mossoró.

JUCERN

Atendimento ao público mantido em Natal e Mossoró
Horário: 8h às 14h
Natal - Sede da Jucern, Avenida Duque de Caxias, 214 - Ribeira.
Mossoró - Escritório do Empreendedor Mossoró, Rua Francisco Isódio, 112, Centro, Mossoró.
Atendimento ao público suspenso temporariamente

Em Natal
O Escritório do Empreendedor de Natal terá suas atividades suspensas por tempo indeterminado. Todos os serviços serão realocados para a sede da Junta Comercial, na Ribeira, na mesma data.

Em Caicó, Currais Novos, Macau e Pau dos Ferros

Devido à suspensão das atividades presenciais da Secretaria Estadual de Tributação e, consequentemente, das Unidades Regionais de Tributação (URTs), os pontos de atendimento da Jucern nas cidades de Caicó, Currais Novos, Macau e Pau dos Ferros estão com o atendimento ao público interrompido por tempo indeterminado. A situação será normalizada assim que a SET determinar o retorno de suas atividades. Enquanto isso, a dica é utilizar os serviços online da Junta Comercial, disponíveis por meio do portal Redesim.

Para dúvidas, entre em contato com a Jucern por meio do telefone 3232-3056 e do e-mail suporte.redesim@gmail.com.

SINE

Atendimentos presenciais suspensos
Conforme o Decreto Estadual nº 29.512, a matriz do SINE-RN, em Candelária, e as unidades nas Centrais do Cidadão estão com as atividades de atencimento presencial suspensas por tempo indeterminado. Os atendimentos para Intermediação de mão de obra (cadastro e encaminhamento para vagas) e solicitação de Seguro Desemprego serão todos feitos na internet, através do portal Emprega Brasil ou pelo aplicativo Sine Fácil.

AGÊNCIA DE FOMENTO DO RIO GRANDE DO NORTE (AGN)

O atendimento presencial na Agência ficará restrito a casos excepcionais e assinatura de contratos que serão feitos de forma agendada pelos agentes de crédito da instituição financeira potiguar.

Novos financiamentos contratados até 30 de abril terão carência de 90 dias para realização do primeiro pagamento. Atendimento ao público será realizado por telefone e aplicativo de mensagem.

Os financiamentos voltados para empreendedores formais e informais das áreas do comércio, indústria e serviços, assim como as operações voltadas à cultura, artesanato e agricultura familiar estarão operando normalmente para contratação que poderá ser feita através de Whatsapp ou teleatendimento das 8h às 16h.

Confira os canais de atendimento disponíveis:
- Microcrédito formal e informal:  3232-6106/99607-1360
- Agricultura familiar, CredMei e Pró-Cultura e Pró-Pecuária: 99136-1897 / 99640-0700
- Informações sobre boletos e cobrança: 99914-7837 / 99426-0579
- Ouvidoria: 0800-281-4204

IPEM/RN

O Instituto de Pesos e Medidas do Rio Grande do Norte – IPEM/RN informa que:
Estão suspensos os atendimentos presenciais em todos os setores do órgão por tempo indeterminado;
Com a prorrogação da validade dos certificados de verificação, que estão para vencer no período de emergência de saúde pública, ficam suspensas as verificações periódicas das áreas de metrologia, pré-medidos e qualidade. Exceção apenas para casos motivados por denúncia. Informações poderão ser obtidas pelos seguintes canais de atendimento: 84 3222-1908 e operacional-ipem@rn.gov.br;
Para mais informações o Setor de Cobrança atenderá, exclusivamente, por whats app - 84 3222-1904 ou pelo e-mail - cobrança.ipem@gmail.
Mais informações:
- IPEM - Natal: 84 3222-9256
- IPEM - Mossoró: (84) 3312-7292

TURISMO

A partir de 25 de março, pelos próximos 60 dias os meios de hospedagem devem fornecer diariamente à Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) dados dos seus hóspedes, local de origem, data de chegada e previsão de partida.
Os dados devem ser enviados à Subcoordenadoria de Vigilância Sanitária (suvisasaudern@gmail.com ou 3232-2562). A medida está prevista no Decreto nº 26.556.

ORIENTAÇÕES PARA QUEM CHEGA AO RN

Os viajantes oriundos de áreas de contaminação devem ficar em quarentena de 14 dias, mesmo que não apresentem sintomas;
Se ocorrer a apresentação de sintomas do coronavírus, deve entrar em contato com uma unidade de saúde e informar sobre o histórico de viagem;
Manter a caderneta de vacinação atualizada, inclusive, atentando para o início da vacinação para o vírus da gripe Influenza.

ORIENTAÇÃO PARA QUEM PRETENDE VIAJAR

Pessoas doentes devem adiar ou evitar viajar para as áreas afetadas por coronavírus;
Os viajantes devem seguir os protocolos de saúde dos estados e países receptores;


Manter a caderneta de vacinação atualizada, inclusive, atentando para o início da vacinação para o vírus da gripe Influenza.

Fonte: Governo do Rio Grande do Norte

RN implanta Central de Atendimento em saúde para atendimentos sobre coronavírus - ASSECOM/RN

Entra em funcionamento a partir desta quinta-feira (26), em todo o Estado, uma Central de Atendimento que será disponibilizada para a população e para estabelecimentos empresariais, a fim de esclarecer dúvidas e prestar acolhimento psicológico sobre o novo coronavírus. A Central também receberá doações que colaborem no combate à pandemia.

A ação do Governo do RN é uma iniciativa conjunta das Secretarias da Administração (Sead); da Saúde Pública (Sesap); do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (Sethas); e das Mulheres, Juventude, Igualdade Racial e Direitos Humanos (Semjidh), em parceria com a Interjato Soluções; o Instituto Bem-Te-Vi; a UFRN; a UnP e outras instituições de ensino, além de grupos voluntários formados por servidores públicos, psicólogos, professores e estudantes. Ao todo, são mais de 300 colaboradores envolvidos.
Para contatar a Central "Disque Prevenção ao Coronavírus", basta telefonar para o número 3190-0700. Inicialmente, o serviço estará disponível no horário das 7h às 23h, podendo ser alterado futuramente, conforme viabilidade.

O objetivo é proporcionar apoio à sociedade, que poderá tirar dúvidas e receber, por exemplo, orientações sobre autocuidados, modos de prevenção e identificação de sintomas, visando minimizar, em um primeiro momento, a necessidade de ir a uma unidade de saúde. Dessa forma, evita-se o contato com outros pacientes e, consequentemente, possibilidades de transmissão do vírus, caso algum deles já esteja com a doença Covid-19.
Outra finalidade da central é prestar atendimento de apoio psicológico. Durante a pandemia, com as pessoas ficando mais tempo em casa, estão mais suscetíveis a implicações emocionais de uma quarentena e de aspectos psicológicos do isolamento. Por isso, psicólogos voluntários farão atendimento.

Para a secretária da Administração, Virgínia Ferreira, a ideia é proporcionar auxílio àquelas pessoas que estão se sentido ansiosas, angustiadas, confinadas por se sentirem em risco, por serem idosas, vulneráveis, imunossuprimidas, ou não terem uma rede de suporte para ajudar a atravessar esse momento. “Os esclarecimentos e o apoio emocional serão realizados por uma equipe de pessoas qualificadas que vão ouvir e orientar a população”, afirma.
Guararapes fez primeira doação

O terceiro propósito da central é organizar uma grande unidade para acolher doações que possam ajudar a combater a pandemia, desde gêneros alimentícios, vestimentas até material de limpeza e higiene pessoal. Serão prestadas orientações quanto aos pontos de recolhimento desses itens e quanto sua distribuição para a população mais necessitada e entidades envolvidas com esse público.

Duas mil unidades de batas de tecido, por exemplo, foram doadas nesta quarta-feira, 25, pelo Grupo Guararapes para a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap-RN), configurando-se na primeira doação recebida pela central. As peças serão distribuídas para as unidades hospitalares que estão recebendo suspeitos de contaminação pelo coronavírus (sars-cov-2) e são destinadas para uso de pacientes. O material está armazenado na Unicat (Unidade de Agentes Terapêuticos) para posterior distribuição.

A Central "Disque Prevenção ao Coronavírus" representa também um esforço da professora Giovana Paiva, atualmente assessora técnica da Sead, que articulou junto aos grupos voluntários todos os segmentos dessa ação.

SERVIÇOS:

#1 Orientações e esclarecimentos sobre o coronavírus
Horário de atendimento: 7h às 23h
Coordenação: Larissa Araújo (Sesap) e Ângela Ferreira (UFRN)

#2 Acolhimento psicológico
Horário de atendimento: 8h às 23h
Coordenação: Ana Eloá (Sesap)

#3 Rede de doações voluntárias
Horário de atendimento: 8h às 23h
Coordenação: Joseane Bezerra (Sethas)

Fonte: GOV.RN

4 profissões em risco por causa do coronavírus

Dados divulgados pela Organização Internacional do Trabalho na última semana apontam que mais de 24 milhões de trabalhadores podem perder seus empregos por causa do coronavírus.
De acordo com o órgão, esse cenário poderia ser pior do que o da crise global de 2008. Confira na lista abaixo as posições que correm risco por causa do surto:
Resultado de imagem para imagem de vendedores
1. Vendedores
Um dos principais setores a enfrentar perdas por causa do coronavírus será o de consumo. Com a redução de salários e o isolamento, muita gente vai reduzir o consumo, resultando em demissões no setor.

Leia também

2. Trabalhadores informais
Profissionais que trabalham de maneira informal também devem sofrer as consequências do coronavírus e a crise causada por ele. Esse segmento também deve sofrer perdas.
Resultado de imagem para imagem de Profissionais do setor automobilístico
3. Profissionais do setor automobilístico
O setor já enfrenta perdas com a paralisação das montadoras. A expectativa é de que a crise atinja mais de 13 milhões de empregos diretos e indiretos somente na Europa.
Resultado de imagem para imagem de Profissionais do setor aéreo
4. Profissionais do setor aéreo
Outra área que deve enfrentar problemas depois da pandemia é o setor aéreo. Com a redução e paralisação de voos em todo o mundo, boa parte das equipes estão sendo reduzidas.
Fontehttps://br.financas.yahoo.com/ e colaboradores finanças do Yahoo.
*Imagens do Google

quarta-feira, 25 de março de 2020

Como cuidar da saúde mental durante a quarentena

Por Cristiane Bomfim, da Agência Einstein Isolamento social por, no mínimo, 14 dias. Shows e eventos cancelados. Comércios, restaurantes, bares e parques com portas cerradas. Cinemas e teatros com atividades suspensas. Escolas sem alunos. Voos suspensos ou cancelados e viagens adiadas. As ações para conter a propagação do novo coronavírus anunciadas nos últimos dias estão mexendo com a rotina e a cabeça do brasileiro. As preocupações ultrapassaram a transmissão da doença e os cuidados com a saúde. Agora elas têm também viés social e econômico: como ficar em casa tanto tempo recluso? Como não trabalhar durante um tempo indeterminado? Como ajudar quem está com a Covid-19 sem correr risco? Como minimizar os riscos de endividamento do negócio próprio e do desemprego? O que fazer com as crianças em casa por tanto tempo? E como conter a saudade dos amigos e familiares? Como será o mundo depois que esta pandemia passar? 
De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a pressão psicológica e o estresse causado pela pandemia do novo coronavírus podem agravar ou gerar problemas mentais. “A Covid-19 é uma doença nova e, por isso, temos poucas informações sobre ela. Não se sabe ao certo qual o melhor tratamento, quais os impactos dela na saúde, na economia e no nosso dia a dia. Essas questões geram ansiedade, que é aquela apreensão por algo que vai acontecer, mas que não sabemos como lidar. Em excesso, ela compromete a saúde mental”, explica Alfredo Maluf, psiquiatra do Hospital Israelita Albert Einstein.
Para orientar a população sobre como lidar com uma situação de estresse atípico, como a vivida atualmente, o Departamento de Saúde Mental da OMS produziu um guia de saúde mental para a pandemia. O material está disponível no site da Organização das Nações Unidas (ONU) com dicas para população geral, pessoas em isolamento, crianças e idosos.
“O novo coronavírus é uma preocupação real. Mas é importante lembrar que o excesso de preocupação impede que providências pontuais sejam tomadas e causam sintomas como insônia, mal estar, cansaço, pensamentos catastróficos. As decisões devem ser tomadas seguindo uma sequência de necessidades”, diz Maluf. Segundo ele, o primeiro passo em busca da saúde mental é “ter noção do que está acontecendo com base em informações sérias e o entendimento de que não conseguiremos resolver todas as questões, que há mudanças que dependem de decisões governamentais, por exemplo”. 

População geral

1. Reduza a leitura ou o contato com notícias que podem causar ansiedade ou estresse. Busque informação apenas de fontes fidedignas e dê passos práticos para preparar seus planos, proteger-se e a sua família.  Procure informações e atualizações uma ou duas vezes. A enxurrada de notícias sobre o assunto pode levar qualquer pessoa à preocupação. Informe-se com os fatos e não os boatos ou as informações erradas.
2. Não existe nenhuma relação da doença com uma etnia ou nacionalidade. Demonstre empatia com todos os afetados em qualquer país. As pessoas infectadas não fizeram nada errado e merecem nosso apoio, compaixão e gentileza.
3. Não se refira às pessoas com a doença como “casos de covid-19”, “vítimas”, “adoentados” ou termos similares. Eles são “pessoas com Covid-19 ou que estão em tratamento, ou se recuperando”. Depois de recuperados, eles continuarão a vida normal em família, no trabalho e com amigos. É importante reduzir o estigma.
4. Reduza a leitura ou o contato com notícias que podem causar ansiedade ou estresse. Busque informação apenas de fontes fidedignas e dê passos práticos para preparar seus planos, proteger-se e a sua família.  Procure informações e atualizações uma ou duas vezes. A enxurrada de notícias sobre o assunto pode levar qualquer pessoa à preocupação. Informe-se com os fatos e não os boatos ou as informações erradas.
5. Projeta a si próprio e apoie os outros ajudando-os em seus momentos de necessidade. A assistência a outros em seu momento de carência pode ajudar a quem recebe o apoio como a quem dá o auxílio. Um exemplo: telefone para seus vizinhos ou pessoas em sua comunidade que precisam de assistência extra. Atuando juntos como uma comunidade pode ajudar a criar solidariedade e a enfrentar a Covid-19 em união. 
6. Crie oportunidades para ampliar histórias e imagens positivas e úteis de pessoas na sua área que tiveram a Covid-19. Por exemplo: experiências de pessoas que se recuperaram da doença ou que apoiaram um ente querido e estão dispostas a contar como foi.
7. Homenageie e aprecie o trabalho dos cuidadores e dos agentes de saúde que estão apoiando os afetados pelo novo coronavírus em sua região. Reconheça o papel deles para salvar vidas e manter todos seguros.

Crianças

8. Em estresses e crises é normal para a criança buscar mais os pais e exigirem mais deles. Fale com seus filhos sobre a Covid-19 de forma honesta e apropriada à idade deles.  Se eles tiverem preocupações, o fato de falar sobre elas pode ajudar a baixar a ansiedade das crianças. Elas observam os pais, as emoções no ar e tiram daí seus mecanismos para lidar com as próprias emoções da melhor forma nesses momentos difíceis.
9. Ajude as crianças a expressarem, de forma positiva, seus medos e ansiedades. Cada criança tem sua própria maneira de fazê-lo.  Algumas vezes, a atividade criativa, jogos e desenhos podem ajudar. As crianças se sentem melhor e mais aliviadas quando podem comunicar os sentimentos num ambiente de apoio.
10. Mantenha as crianças perto dos pais e familiares. Caso uma criança tenha que ser retirada de seus pais ou tutores, assegure-se de que ela será bem cuidada. Garanta que durante o tempo da separação, o contato com os pais ou tutores seja feito duas vezes ao dia por chamadas de vídeo ou outra forma apropriada à idade da criança.
11. Mantenha a rotina familiar sempre que possível e crie novas rotinas principalmente com as crianças em casa. Pense em atividades lúdicas e pedagógicas para fazer com elas. Incentive as crianças a continuarem brincando e se sociabilizando com os outros, mesmo que somente na família por causa do distanciamento social no momento.

Idosos e pessoas com problemas de saúde

12. Idosos, especialmente em isolamento social ou com problemas cognitivos (como demência) podem se tornar ansiosos, estressados, com raiva, agitados e distanciados durante a quarentena. Ofereça a eles apoio emocional por meio de redes familiares ou de agentes de saúde. 
13. Partilhe fatos simples sobre o que está acontecendo com informações claras e palavras compreensíveis para quem tem barreiras de entendimento. Repita a informação sempre que necessário.  Envolva a família e outras redes de apoio no fornecimento das notícias e de medidas de prevenção como a lavagem de mãos.
14. Se você tem alguma doença ou síndrome, certifique-se de que seus medicamentos estão disponíveis para uso. Ative ainda seu grupo de amigos para pedir ajuda caso necessário.
15. Esteja preparado e informado sobre como buscar ajuda, chamar um taxi, comprar comida. Providencie medicamentos para duas semanas, caso necessário.
16. Aprenda exercícios físicos simples para fazer em casa todos os dias durante o isolamento e a quarentena para não reduzir a mobilidade. 
Mantenha rotinas e tarefas regulares sempre que possível e crie novas num ambiente diferente. Entre elas atividades diárias, limpeza, canto, pinturas e outras. Ajude outros, vizinhos, amigos, crianças e pessoas em hospitais combatendo a Covid-19, sempre que for Seguro, claro. Mantenha o contato com pessoas queridas por telefone.
Fonte: BRASIL 247