Postagem em destaque

CPC/RN PROMOVE DIA 11/12/2019 SUA III NOITE DAS HOMENAGENS NA CÂMARA DOS VEREADORES DE NOVA CRUZ/RN - CONFIRA!

Centro Potiguar de Cultura - CPC/RN - 2009/2019 " "Dandara", simbolo de luta em favor da LIBERTAÇÃO da população NEGRA!&...

quarta-feira, 30 de outubro de 2019

Mês da Consciência Negra: seleção de filmes dá o tom de mostra especial no Guarani

Evento traz longas-metragens do acervo da Fundação Cultural, além de curtas sobre minorias negras no Paraná e debate sobre uma das primeiras escritoras negras do Brasil.

Começa nesta quinta-feira (31/10), no Cine Guarani, a programação especial Mês da Consciência Negra. Os longas-metragens Cafundó e Ó Pai, Ó, estrelados pelo ator Lázaro Ramos, foram escalados para abrir a mostra. Eles serão exibidos todos os dias, até domingo (3/11), com sessões às 15h (Cafundó) e às 17h (Ó Pai, Ó). A entrada é franca.

Nas semanas seguintes será a vez de Xica da Silva (clássico do diretor Cacá Diegues); Antônia, dirigido Tatá Amaral; Era uma vez…, de Breno Silveira; e Cartola, Música para os Olhos, biografia de Lírio Ferreira e Hilton Lacerda sobre um dos mais importantes compositores do Brasil.

Literatura e Paraná

Outra atração será o combinado Literatura e Cinema: Especial Carolina de Jesus, em parceria com a Casa da Leitura Wilson Bueno. Na ocasião serão exibidos dois curtas, seguidos de debate com a pesquisadora e especialista na obra da escritora, Raffaella Fernandez.

Também integra a programação a Mostra Paraná Afro, com exibição de quatro curtas-metragens. Dirigidos por Tiago Nascimento, os filmes formam um panorama sobre a história atual das minorias sociais e étnicas de negros, indígenas, caiçaras, ciganos e quilombolas do litoral paranaense.

Mostra do Acervo
31/10 a 03/11/2019
15h – Cafundó
(BR, 2005, drama/ficção, 97’, 14 anos) Direção: Clóvis Bueno e Paulo Betti
Elenco: Lázaro Ramos, Leona Cavalli, Leandro Firmino, Valéria Monã, Alexandre Rodrigues, Luis Melo.
Classificação: 14 anos
17h – Ó Paí, Ó
(BR, 2007, comédia, 96’, 14 anos) Roteiro: Monique Gardenberg
Elenco: Lázaro Ramos, Dira Paes, Wagner Moura, Stênio Garcia.
Classificação: 14 anos

5 a 8 /11/2019
16h – Cartola – Música para os Olhos
(BR, 2007, biográfico, 88’, 10 anos) Direção: Lírio Ferreira, Hilton Lacerda
A trajetória de Cartola, um dos mais importantes músicos do samba brasileiro.
Classificação: 10 anos

10 a 13/11/2019
15h – ANTONIA
(BR, 2007, drama musical, 90’, 12 anos) Direção: Tata Amaral
Elenco: Leilah Moreno, Negra Li, Quelynah,Cindy Mendes.
Classificação: 12 anos
17h – XICA DA SILVA
(BR, 1976, ficção, 117’, 16 anos) Direção: Carlos Diegues
Elenco: Zezé Motta, Walmor Chagas, Altair Lima, Elke Maravilha, Stephan Nercessian, Rodolfo Arena e José Wilker.
Classificação: 16 anos

16 e 17/11/2019
18h – Era uma Vez…
(BR, 2008, drama/romance, 117’, 14 anos) Direção: Breno Silveira
Elenco: Thiago Martins, Vitória Frate, Rocco Pitanga, Cyria Coentro.

Literatura e Cinema – Especial Carolina Maria de Jesus
09/11/2019, 18h30
FAVELA: VIDA NA POBREZA (Favela – Das Leben in Armut, 1971, 16’) Direção: Christa Gottmann-Elter
Documentário baseado no livro de estreia de Carolina de Jesus, protagonizado pela própria escritora e mostra o cotidiano na favela do Canindé, onde morou durante três décadas, até sair para viver o sucesso do livro.
VOCÊ, CAROLINA (Documentário, Brasil, 1998, 16’)
Classificação: 16 anos
A seguir, haverá debate com Raffaella Fernandez

Mostra Paraná Afro
Dia 13, 19h
A FADA DOS DOCES (Brasil, Série Paraná Afro, 2018, 25’)
Janete Martins é uma das confeiteiras mais recomendada de Araucária-PR. Certo dia, ao atender uma possível cliente em seu portão, ela é surpreendida por atos racistas, daí em diante uma série de ataques é iniciada com Janete recebendo desde cartas em datas comemorativas até penca de banana. Hoje, após tratamentos e ajuda do Fórum de Combate ao Racismo, Janete vem ajudando pessoas em palestras.
INSTITUTO DANDARA (Brasil, Série Paraná Afro, 2018, 25’)
Mestre Juarez, um dos pioneiros da capoeira no litoral do Paraná, vem se destacando com projetos sociais tanto na região como em outros locais. O principal objetivo do instituto é alcançar crianças e adultos da periferia e socializá-los através da arte da capoeira.
Direção: Tiago Nascimento
Classificação: Livre

Dia 14, 19h
4ª CAMINHADA DOS ORIXÁS (Brasil, Série Paraná Afro, 2018, 25’)
A caminhada dos Orixás acontece todo ano no mês de novembro, na cidade de Paranaguá, em comemoração ao dia da Consciência Negra. A líder espiritual Yá Rose com seus filhos espirituais contam como é realizada a caminhada com início no Rio Itiberê até a Igreja do Glorioso São Benedito.
Direção: Tiago Nascimento
Classificação: Livre
IVAN CAMARGO (Brasil, Série Paraná Afro, 2018, 25’)
Neste episódio é mostrado o único caso de racismo dentro da corporação da Polícia Militar, 20 anos depois do ocorrido. Ivan Camargo, Dr. André Nunes e a ativista Santa de Souza contam como foi todo o processo do caso do Soldado Camargo, que hoje é advogado militante da causa negra sendo Presidente da Comissão da Igualdade Racial da OAB Subsecção Paranaguá.
Direção: Tiago Nascimento
Classificação: Livre

Serviço:
Mostra Consciência Negra
Data: a partir de 31/10 (quinta-feira)
Local: Cine Guarani (Portão Cultural – Av. República Argentina, 3430)
Entrada franca
Portal BRASIL CULTURA

Museu Regional de Caeté recupera história e une comunidade

Visitar o Museu Regional do Caeté, em Minas Gerais, é viajar para a região metropolitana de Belo Horizonte do século 18. O acervo apresenta mobiliário e objetos que faziam parte do dia a dia das famílias da época. Além dos artefatos utilizados por aqueles que ajudaram a construir a cidade durante os anos 1700, o museu expõe obras de arte sacra e de arte popular, criadas, em sua maioria, por artistas da região.
Gerido pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), vinculado ao Ministério da Cidadania, o museu foi reaberto em maio, após seis anos fechado, e tem se destacado também pela programação cultural e pelos cursos e oficinas gratuitas ofertados diariamente. O sobrado de dois andares, construído no final do século 18, recebe palestras, aulas de pintura, bordado e tricô, além de exibir filmes.
A diretora, Sônia Barbosa, conta que as oficinas ajudam a aproximar a comunidade. Segundo ela, a programação variada de atividades agrada todos os públicos. “Temos atrações para todas as idades. Fazemos atividades com escolas, oferecemos oficinas para idosos e sediamos encontros e debates aqui mesmo, aproveitando o espaço histórico do museu”, explica.

Segurança e acessibilidade

Em outubro 2012, o Museu Regional de Caeté, fechou as portas por conta de problemas estruturais. Em 2016, com investimento aproximado de R$ 2,7 milhões do Fundo Nacional de Cultura (FNC), obras gerais de requalificação contemplaram o prédio principal e as áreas anexas.
Após a reforma, o museu conta com reserva técnica, projeto de prevenção e combate a incêndio, equipamentos de Circuito Fechado de TV, alarme e proteção contra descargas elétricas, além da instalação de um elevador para atender pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida.
Sônia conta que as mudanças estruturais foram fundamentais para oferecer uma experiência inesquecível para os visitadores. “Temos profissionais experientes e preparados para receber e orientar as pessoas, mas sem uma estrutura adequada, tínhamos dificuldade de atender bem quem chegava”, aponta. Segundo ela, a acessibilidade é um dos pontos de destaque da reforma. Ela explica que elevadores e rampas possibilitam que todos tenham acesso às maravilhas do museu.

Serviço

Localização: Rua Doutor Israel Pinheiro, 176, bairro Centro.
Telefone: (31) 3651-2388

Por Henrique Jasper

EDUARDO VASCONCELOS MANTEM CONTATOS COM A FJA - UFRN E SEEC/RN

Foto: Gerson (assessor´FJA), Eduardo Vasconcelos e Messias-Coordenador das Casas de Cultura do RN

Hoje (30) o Agente de Cultura de Nova Cruz e atual presente do Centro Potiguar de Cultura - CPC/RN, Eduardo Vasconcelos esteve na Fundação José Augusto - FJA, reunindo-se com, Messias Domingos, coordenador das Casas de Cultura do Rio Grande do Norte e o assessor, Gerson.

Cujo tema da reunião foi as ações das casas de cultura, o encontro de agentes culturais, que irá ocorrer em novembro na cidade de São José de Mipibu e das ações da FJA para 2020.

Messias falou que em 2020 a FJA, juntamente com o Governo do Estado desencadeará ações permanentes junto as casas de cultura e para isso já estão sendo celebrado várias parcerias/convênios junto a órgãos visando projetos que irão da nova vida as casas de cultura.

Messias também falou dos editais que viabilizará várias ações voltadas para as casas de cultura que concretizará e fortalecerão ações voltadas para os artistas e grupos culturais,  parcerias que serão feitas com instituições privadas, autarquias, entre outras como por exemplo o Banco do Brasil.

Ambos também falaram sobre o 1º Encontro Estadual do Agentes de Cultura, que ocorrerá dias 18, 19 e 20 de novembro no Centro de Treinamento da EMATER na cidade de São José de Mipibu-RN, momento em que a governadora, FÁTIMA BEZERRA divulgará as ações e projetos que serão concretizados/as em 2020.

Para Eduardo a reunião reforçou a necessidade unir forças e criatividade para fazer com quê a cultura potiguar avance cada vez mais e isso acontecendo todos ganham. Finalizou, Eduardo.

Antes do Eduardo Vasconcelos se reunir com o Coordenador das Casas de Cultura, Messias Domingos o mesmo teve audiência com a Chefe de Gabinete da UFRN, professora, Magda Maria Pinheiro de Melo e protocolou oficios solicitando a viabilidade de parcerias com o CPC/RN e a UFRN.

No retorno a NOVA CRUZ, Eduardo também protocolou ofícios nas Secretarias Estaduais de Educação, Desportos e Cultura e na Secretaria Estadual de Administração, ambas solicitando apoio de materiais permanentes e não permanentes.