Postagem em destaque

PRESIDENTE DO CPC/RN REUNIU-SE COM AS/OS CANTORES/AS JULIANA GOMES E DIEGO RAMOS - ASSUNTO: GRAVAÇÃO DE UM FUTURO CD!

Eduardo Vasconcelos - centro, entre os/as cantores/as, Juliana Gomes e Diego Ramos Hoje (17) a tarde no alpendre da Casa de Cultura &...

domingo, 8 de abril de 2018

Conheça o Bumba-Meu-Boi, candidato a patrimônio da humanidade


Sete anos após receber o título de Patrimônio Cultural do Brasil, o Complexo Cultural Bumba-Meu-Boi, uma das manifestações culturais mais marcantes do estado do Maranhão, pode receber reconhecimento internacional.
Na última quinta-feira (5), o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) entregou ao Ministério das Relações Exteriores (MRE) o dossiê de candidatura ao status de Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade. O título é conferido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). Saiba mais sobre o Bumba-Meu-Boi:

 O que é?

Trata-se de uma apresentação que mistura brincadeira, música, dança e artes cênicas. Os participantes dramatizam a história dos personagens Pai Francisco e sua mulher grávida, Mãe Catirina. Pai Francisco rouba a língua de um dos bois da fazenda onde trabalhava para satisfazer os desejos de Catirina. O dono da fazenda, porém, perdoa o trabalhador após curandeiros recuperarem a saúde do boi. A história termina com uma festa para celebrar o final feliz do animal.

Riqueza diversa


Fotos: Edgar Rocha/Iphan 
A relevância dessa manifestação cultural é tanta que o Bumba-Meu-Boi é considerado Complexo Cultural, pois compreende muitos estilos, grupos e elementos da cultura maranhense. Além disso, une elementos como fé, festa, arte, devoção a santos católicos juninos, crença em divindades de cultos de matriz africana e lendas da região.
De acordo com o Iphan, o dossiê de candidatura ao título de Patrimônio Imaterial da Humanidade destaca que “a manifestação cultural, portadora de uma carga simbólica que reproduz o ciclo vital [nascimento, vida e morte], é uma metáfora da própria existência humana”.

Reconhecimento

  • 2011 – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) declara o Complexo Cultural Bumba-Meu-Boi Patrimônio Cultural do Brasil
  • 2012 – Comitê Gestor do Bumba-Meu-Boi solicita ao Iphan que fosse preparada a candidatura a Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade
  • 2018 – Em 5 de abril, o dossiê de candidatura foi entregue ao Ministério das Relações Exteriores
  • 2019 – Expectativa é que, já no próximo ano, Comitê do Patrimônio Imaterial da Unesco decida se concede o título ao Bumba-meu-boi
Fonte: Governo do Brasil, com informações do Iphan e da Agência Brasil

Ponta Cega, poema para Lula - "GENTE, LEIAM ESSE POEMA", simplesmente LINDO!" - EDUARDO VASCONCELOS

Por Cláudio Daniel*
I
País tão escuro
tão pedra
e osso
ponta cega
de faca
caranguejo
que avança
para trás.

II
País tão bruto
tão fome
e fosso
onde tudo
fere fundo
tontos torpes
tramam
trevas.

III
País tão escroto
tão rato
e esgoto
rua estreita
sem saída
lesma
dissolvida
no sal.

IV
Impossível
mudar
a direção
dos ventos
fazer a lua
girar
ao contrário
molhar o sol.

V
O fogo
não vai
gelar,
nem a nuvem
percorrer
o mar,
nem o peixe
viajar no céu.

VI
Impossível
aceitar
tanto horror
tanto escuro
impossível
aceitar
tanta lama
tanto asco

VII
Este chão de feras
poço de detritos
partitura
de confusão
e ódio
agora
será palco
de batalha.

VIII
EU RECUSO.
NÓS RECUSAMOS.

IX
Nossa voz, agora:
X
Explosão vermelha.
*Claudio Daniel é poeta e militante do PCdoB, e mandou seu poema inédito para publicação no Portal Vermelho