Postagem em destaque

GRUPO DE CAPOEIRA CORDÃO DE OURO-NOVA CRUZ/RN REALIZOU O BATIZADO E TROCA DE CORDA FECHANDO COM CHAVE DE OURO! CONFIRAM!!!

FINAL - FOTO HISTÓRICA  - GRUPO DE CAPOEIRA CORDÃO DE OURO MOMENTO DO "ESQUENTE"  MOMENTOS DECISIVOS - MUITA CONCENTRAÇ...

terça-feira, 3 de julho de 2018

AS ‘DUNAS DO ROSADO’ É CENÁRIO AINDA DESCONHECIDO DO RIO GRANDE DO NORTE

Entre Areia Branca e Porto do Mangue, no extremo Norte do Rio Grande do Norte, existe uma sequência de montanhas de “areias coloridas” com 10 km² de extensão. São as Dunas do Rosado, uma nova etapa na história do turismo potiguar.
O lugar ainda é bem pouco conhecido pelos turistas, só quem já fez roteiros litorâneos, como em Ponta do Mel, vilarejo do município de Areia Branca, pôde ter a oportunidade de vê-las de perto. Mas elas já serviram de cenário para novelas como “Flor do Caribe” e “O Clone”, da TV Globo.
O blog Viagem em Pauta fez um vídeo bem explicativo por lá, e conseguiu resgatar toda a beleza do local. Confira:
No decorrer do dia a areia parece mudar de cor, isso por causa da incidência da luz do sol. Os visitantes que querem observar esta diferença devem ir no começo da manhã e no fim do dia.
E você? Iria lá ver de perto estas dunas coloridas? Só não esqueça sua roupa com proteção e o bom e velho bloqueador solar, viu? Se gostou siga a gente no Instagram clicando aqui.
Por Henrique Araújo

‘Caravana da Cultura’ deixa legado artístico em Parintins

A iniciativa contou com pockets de espetáculos teatrais, revitalização de muros, oficinas de carimbo e graffiti, entre muitas outras atividades
Karla Mendes
Durante quatro dias, a “Caravana da Cultura”, projeto do Governo do Amazonas, realizado pela Secretaria de Estado de Cultura (SEC), integrou diferentes vertentes artísticas nas ruas e praças de Parintins, com artistas de Manaus e da Ilha Tupinambarana.
A iniciativa contou com pockets de espetáculos teatrais, trupe de palhaços, revitalização de muros, oficinas de carimbo, graffiti, tecido aéreo, sessões de filmes, encontro com realizadores audiovisuais, stand up e visita do Ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão.
Cerca de duas mil pessoas prestigiaram as atividades propostas pela “Caravana”. O secretário de Cultura, Denilson Novo, conta que a ação mobilizou o público e artistas locais a ponto de serem criadas atividades para atender as novas demandas no município.
“Parintins é um celeiro de inúmeros talentos. Neste ano, com a ação integrada de todo o Governo do Amazonas, conseguimos, por meio da Secretaria de Cultura, gerar novas oportunidades para a diversidade artística do município, promovendo novos atrativos à população local e aos turistas. Estamos fomentando o desenvolvimento de novos potenciais que muito podem contribuir para a expansão econômica e cultural de Parintins. Sem dúvida, a cultura e o conhecimento são os caminhos mais promissores para o fortalecimento de todo o Amazonas”.
Legado
Em Parintins, a “Caravana da Cultura” deixa um legado. Os muros revitalizados por Turenko Beça, Raiz Campos e Romahs Mascarenhas, junto com estudantes e artistas, foram o início de outras ações que acontecerão na cidade, isso porque materiais foram doados para que os alunos e artistas envolvidos na revitalização continuem a produção.
O cadastramento de artistas locais feito pela SEC fará circular o talento do parintinense em outras edições da “Caravana da Cultura”, que acontecerão ao longo do ano.
Formação teatral e intercâmbio
Além disso, a SEC investirá em formação de teatro local e realizará um intercâmbio de artistas entre Parintins e Manaus  em uma exposição prevista para os próximos meses.
Taciano Soares, secretário executivo da SEC, destaca a importância da “Caravana” para o fomento da cultura no Estado.
“A ‘Caravana’ é a efetiva ocupação das cidades do Amazonas com a difusão das artes e o fomento à produção local. Isso é mais que necessário, é urgente, porque o Estado do Amazonas, com sua complexidade étnica, geográfica, identitária e cultural, precisa de uma política pública que efetivamente corrobore para a efervescência cultural do Estado”, comenta.
Ministério da Cultura
No dia 29 de junho, o ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão chegou na Ilha Tupinambarana acompanhado do secretário de Cultura, Denilson Novo.
Juntos, eles visitaram o Bumbódromo, no local de concentração dos bumbás e acompanharam as ações da “Caravana da Cultura” em diversos pontos da cidade, além de assistirem a apresentações dos alunos do Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro de Parintins.
Aprovação do Público
Turistas e parintinenses aprovaram as intervenções culturais no município.
O casal Alailse de Castro e Odacir Cruz estava assistindo a intervenção que aconteceu no fim da tarde de 1º de julho, na Praça da Catedral, com a família. Eles contam que já tinham assistido a uma peça teatral no início da “Caravana da Cultura” e voltaram para acompanhar mais intervenções.
“Viemos de Tefé para assistir ao Festival de Parintins e, na primeira noite, enquanto estávamos passeando pela praça, assistimos a uma apresentação teatral e gostamos muito. Achamos muito interessante e resolvemos voltar para assistir mais intervenções”, disse. “Esperamos que a ‘Caravana da Cultura’ vá até o município de Tefé para que os nossos jovens possam usufruir da arte”.

Seminário debate participação feminina no setor audiovisual

Agência Nacional do Cinema (Ancine), promove, na próxima quarta-feira (4), em São Paulo (SP), a segunda edição do Seminário Internacional Mulheres no Audiovisual. Realizado em parceria com o SESC-SP, o evento integra a programação do 1º Festival Internacional de Mulheres (FIM), que conta com duas mostras competitivas e programas especiais com filmes sobre protagonismo feminino.
O seminário vai abordar as políticas públicas e as ações da sociedade civil no Brasil e no mundo que propõem a redução da desigualdade de gênero no setor e que buscam dar mais voz e visibilidade às mulheres no mercado audiovisual. Entre os debatedores estão duas influentes ativistas estadunidenses – a atriz e produtora Fanshen Cox, criadora do Inclusion Rider, iniciativa que propõe uma cláusula de equidade que os atores podem exigir como parte de seu contrato, estipulando que a narrativa do filme e as equipes de trabalho por trás dele reflitam a diversidade existente na sociedade, e a comunicóloga Mercedes Cooper, diretora de Marketing da Array, empresa fundada pela cineasta Ava DuVernay para a distribuição e divulgação de filmes produzidos por mulheres e pessoas negras.
Além das apresentações das duas estadunidenses, que ocorrerão no painel “Sociedade Civil e Empresas em Prol da Diversidade – A experiência norte-americana”, o seminário vai contar com mais quatro mesas de debate: Panorama da diversidade na TV e no Vídeo por Demanda; Panorama da diversidade na publicidade brasileira; Mudando a percepção sobre o assédio; e Apresentação e assinatura do Pacto Antiassédio do setor audiovisual.
Políticas afirmativas
Este ano, no lançamento do programa #AudiovisualGeraFuturo, o MinC incluiu cotas de gênero e raça em 10 dos 11 editais publicados. A adoção de cotas se deu a partir de estudo feito pela Ancine e divulgado em janeiro de 2018. A Ancine, utilizou como base os 142 longas-metragens brasileiros lançados comercialmente em salas de exibição no ano de 2016. De acordo com o estudo, dos 142 longas-metragens brasileiros lançados comercialmente em salas de exibição em 2016, 75,4% foram dirigidos por homens brancos e as 19,7% por mulheres brancas. Apenas 2,1% foram dirigidos por homens negros e nenhum filme foi dirigido ou roteirizado por mulheres negras.
A programação e ao formulário de inscrição para participar do evento gratuito podem ser acessados no site https://www.ancine.gov.br/sites/default/files/Programa.pdf
Serviço
Data: quarta-feira, 4 de julho
Local: Cine SESC – SP (Rua Augusta, 2075 – Cerqueira César)
Horário: 9h30 às 18h
Fonte: BRASIL CULTURA