Postagem em destaque

I CURSO DE CAPACITAÇÃO DOS AGENTES DE CULTURA PROMOVIDO PELA FJA/RN FOI UM SUCESSO!!!

FINAL DO I CURSO DE CAPACITAÇÃO DOS AGENTES DE CULTURA DO RN ATINGIU SEUS OBJETIVOS  Abertura com CHAVE DE OURO  Fotos: Momento...

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Tamara - Autoestima de crianças negras é antídoto contra preconceito

.

COR DE QUE?...

Toda criança, um dia, carregou no estojo escolar um lápis bege-rosado popularmente conhecido como “cor-de-pele”. Cor de que pele?, 

A igualdade entre os seres humanos e a singularidade de cada um de nós. Mas, em meio às comemorações do mês da consciência negra, é angustiante saber que muitas crianças ainda sofrem preconceito por conta de sua cor, cabelo e origem étnica. E é inspirador perceber as formas que as famílias vêm encontrando para reforçar a autoestima de seus filhos, formando cidadãos mais críticos e orgulhosos de si.

A chance de ser visto, ouvido, respeitado e aceito, com todas as possíveis singularidades, é algo garantido a todas as crianças pela Declaração Universal dos Direitos Humanos. Em novembro, mês da consciência negra, e em todos os outros meses do ano. Em casa, na escola e em qualquer lugar onde os pequenos circulem. É nisso que as famílias que entrevistamos acreditam. Com força, raça e amor.

Um afro abraço.
Claudia Vitalino..

Fonte:https://catracalivre.com.br

Maioria da população negra de São Paulo se considera de esquerda, aponta pesquisa


O estudo “Afrodescendentes e Política” revelou ainda que a população negra de São Paulo tem o PT, entre os partidos políticos, como o que mais a representa e mostrou também uma alta rejeição à Jair Bolsonaro. Confira.
Por Redação
Foi divulgada essa semana a pesquisa “Afrodescendentes e Política”, realizada pela B4B – BAP for Business, uma consultoria de estudos mercadológicos do Painel BAP, uma plataforma de pesquisas voltadas ao público afrodescendente.
Dirigido por Luanna Teofilo, o estudo tinha como objetivo “contribuir com o debate de forma a quantificar percepções e desmistificar questões que posicionam ou determinam a diferença de comportamento dos afrodescendentes”. Para isso, foram ouvidos 1067 eleitores afrodescendentes da cidade de São Paulo entre os dias 17 e 27 de novembro.
A pesquisa mostrou que a maior parte dos negros e negras de São Paulo se sente desiludida com a política e não acredita que nenhum político ou pré-candidato à presidência em 2018 a represente (37%).
Quanto ao posicionamento político, a maioria da população negra de São Paulo se considera de esquerda (44%). 30% dos entrevistados disseram não ter posição política e apenas 6% se consideram de direita.


Foto: Marcha da Consciência Negra em São Paulo
.Entre outros dados, a pesquisa constatou ainda que o político com maior rejeição entre os negros e negras da capital paulista é Jair Bolsonaro (75,5%), seguido de Geraldo Alckmin (71%), João Doria (69,3%) e Luciano Huck (66,5%) que, apesar de não ser político, também foi citado no estudo.
A pesquisa ainda analisa a forma como essa população avalia a prefeitura de São Paulo, traça um perfil social dos entrevistados e revela inúmeros outros dados. Confira a íntegra aqui.

Fonte:Revista Fórum