Postagem em destaque

Secretária em test-drive, Regina Duarte já defendeu cortes na cultura e atacou indíos

No ano passado, por exemplo, em entrevista ao jornalista Pedro Bial, da TV Globo, a atriz chegou a defender os cortes de verbas do govern...

sábado, 11 de novembro de 2017

Estudante da UFBA é assassinado em Salvador

Doss.jpg
Do G1
Felipe Doss, militante negro e LGBT, foi morto em tentativa de assalto.
Um estudante universitário foi baleado e morto na região do Parque São Brás, no bairro da Federação, em Salvador, na noite de quinta-feira (9).
A vítima, identificada como Felipe dos Santos Silva Parques, mais conhecida como Felipe Doss, tinha 26 anos. Ele era estudante de geografia da Universidade Federal da Bahia (Ufba) e membro do Diretório Central dos Estudantes (DCE/Ufba).
Por meio das redes sociais, o reitor da Ufba, João Carlos Salles, divulgou uma nota lamentando a perda e contando que o estudante foi vítima de uma tentativa de assalto.
"Foi baleado em um assalto no Parque São Brás, onde residia, e não resistiu (...). Querido Felipe Doss, estamos sem palavras, por estarmos agora sem seu riso", declarou. (...)
Conversa Afiada reproduz, também, nota do CEN – Coletivo de Entidades Negras:

Malembe por Felipe Doss


Este Novembro Negro tornou-se inifnitamente mais triste para nós, militância Negra e LGBT. Perdemos um Grande Irmão Militante.
Ao longo dos anos que construímos diversas ações ao seu lado. A sua força, garra e comprometimento juvenil, eram uma afirmação, segura, de que o movimento popular seguiria à frente, levado por uma geração que diz para o que veio e que poderíamos contar com ele, desbravador que nas ruas e na universidade fazia a diferença e nos convocava à seguirmos na luta.
A perda de Doss abre um vazio, que a lembrança de suas falas seguras nos levará sempre ao saudosismo, na recordação de um líder jovem, que prematuramente nos deixa em consequência da violência, fruto de uma desigualdade que Ele tanto combatia e buscava ressignificar, pelas manifestações conjuntas que fazíamos à pedido de reparação e igualdade.
Um Malembe pela perda do companheiro, irmão, parceiro de lutas e manifestações, Felipe Doss, que deixa, para sempre, uma lacuna nos espaços de resistência e enfrentamento, à toda sorte de violação de direitos e defesa da democracia.
Nossas almas verdadeiramente sangram e imploram por auxílio às divindades ancestrais.
O CEN lamenta profundamente sua perda, mas também reconhece, que para onde teu espírito retorna, as energias de força, coragem e resistência, nos manterão fortes para que possamos levar à frente a sua bandeira.
Felipe Doss – Presente.
Felipe Doss – PRESENTE.
FELIPE DOSS, SEMPRE PRESENTE.

Fonte: CONVERSA AFIADA

Nenhum comentário:

Postar um comentário